STF não deve negar realização da Copa América no Brasil; Fux garante jogos a Bolsonaro

·1 minuto de leitura


O Supremo Tribunal Federal (STF) acena para confirmar que a Copa América 2021 realmente seja realizada no Brasil. A palavra final da Corte, que deve acontecer em sessão marcada para esta quinta-feira, deve manter a decisão e legitimidade do Poder Executivo para a realização dos jogos, seguindo as medidas sanitárias cabíveis, de acordo com o o portal Globo.

+ SIMULADOR: Confira a tabela de classificação do Brasileirão Série A

+ Começou o Brasileirão! Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

A confirmação dos jogos no Brasil pode acontecer quando o país caminha para alcançar a marca de 500 mil mortos pela doença. A sessão extraordinária foi marcada após pedido de da ministra Cármen Lúcia (PSB) — relatora de duas ações sobre o tema. A partida de estreia será entre a Seleção e a Venezuela, no próximo domingo.

O Brasil "acolheu" a competição após Colômbia e Argentina desacordarem com a Conmebol o recebimento nos países. As regiões, que também sofrem com a pandemia de coronavírus, declinaram. O presidente da República, Jair Bolsonaro, atualmente sem partido, segue trabalhando para viabilizar os duelos esportivos em algumas sedes nacionais.

+ Climão entre PVC e Casagrande: lembre tretas entre comentaristas esportivos

Na tarde desta terça-feira, Bolsonaro teria ligado o presidente do STF para marcar um encontro com Fux. De acordo com o portal Metrópoles, a conversa delimitou que o Supremo não se oporá à realização da Copa. Alguma diferença pode partir de Ricardo Lewandowisk, relator no tribunal de parte das ações que tem a ver com a Covid-19, que pode fazer exigências sanitárias para que os jogos aconteçam.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos