Stefani e Matos celebram vaga emocionante na final na Austrália

Tennis Australia


Luisa Stefani, número 34 do mundo de duplas, e Rafael Matos, 29º no masculino, seguem brilhando e, nesta quarta-feira (25), alcançaram a decisão do Australian Open, primeiro Grand Slam do ano e um dos quatro maiores eventos do mundo.

Jogando na quadra central Rod Laver Arena, a dupla derrotou a parceria local formada por Marc Polmans e Olivia Gadecki por 4/6 6/4 11/9. Depois de salvar um match-point com 9 a 8 abaixo, no match tie-break, fechou a partida com uma devolução vencedora de Luisa.

"Jogo duro, com bastante emoção. Tivemos que lutar em cada ponto, tentar achar o caminho. Muito feliz em passar para final, atmosfera incrível jogar na sessão noturna na quadra central Rod Laver. É muito especial", destacou a atleta, que é patrocinada pela Fila e Faros Invest, é embaixadora XP COB e conta com os apoios da Liga Tênis 10 e Bolsa Atleta.


Pela primeira vez, desde Roland Garros, em 1982, uma dupla totalmente brasileira está em uma final de Grand Slam. Na ocasião, Cassio Motta e Claudia Monteiro saíram com o vice-campeonato. Portanto, em caso de título, Luisa e Matos seriam os primeiros campeões. Outros brasileiros já levantaram título de mistas com parceiros estrangeiros, casos de Maria Esther Bueno (Roland Garros, Wimbledon e US Open), Thomaz Koch (Roland Garros) e Bruno Soares (este com três títulos de mistas sendo um na Austrália e dois no US Open).

Luisa e Matos alcançam a sexta vitória em seis jogos juntos. Começaram na United Cup nos últimos dias de 2022 vencendo partidas contra a Itália e Noruega e agora mais quatro triunfos no Aberto da Austrália, a segunda consecutiva sobre uma dupla australiana. A final será na sexta-feira contra a parceria indiana formada pelos experientes Rohan Bopanna e Sania Mirza.

Rafael Matos, da ADK Tennis, de Itajaí (SC), comentou detalhes do jogo, como foi o match-point contra e a favor e como a união com Luisa fez a força.

"Jogo decidido super no detalhe. Consegui jogar uma partida bem sólida. Luisa oscilou um pouquinho mais, no jogo anterior tinha sido o contrário . Esse apoio que um deu pro outro - eu neste para ela e ela no outro para mim - fez com que nós dois conseguíssemos dar a volta por cima . Salvamos um match-point no 9 a 8 abaixo, tomei uma advertência por tempo ali , fiquei um pouco na dúvida de onde sacar pois o adversário estava devolvendo bem , acabou dando certo . No match-point para nós a Luisa meteu uma devolução incrível . Estamos muito felizes com essa final e agora vamos em busca do título", disse Matos que está acompanhado pelo treinador Luiz Peniza.


Matos sua primeira final de Grand Slam no profissional assim como Luisa Stefani. Como juvenil, Matos foi vice-campeão de duplas do US Open em 2014 ao lado do mineiro João Menezes.