De olho em quebra de escrita, Luisa Stefani e Rafael Matos buscam final no Australian Open nesta quarta

Matos e Stefani em ação no Australian Open (Foto: Tennis Australia)


Mais uma vez a dupla brasileira formada por Rafael Matos e Luisa Stefani estará na quadra central Rod Laver Arena, em Melbourne, na Austrália. Nesta quarta-feira, os dois buscarão uma vaga histórica na final do Australian Open.

Caso vençam a dupla australiana Marc Polmans e Olivia Gadecki, Matos e Stefani serão a primeira dupla mista 100% brasileira a chegar a final de Slam desde 1982, quando Claudia Monteiro e Cássio Motta alcançaram o feito em Roland Garros. Os brasileiros acabaram derrotados na decisão à época.

Além da quebra da escrita, Matos e Stefani podem conquistar o título inédito para o Brasil com uma dupla totalmente nacional, já que em parcerias com pessoas de outras nacionalidades, o país já alcançou o lugar mais alto no pódio. Em 1960, Maria Esther Bueno venceu Roland Garros com com o australiano Bob Howe. Em 1975, Thomaz Koch foi campeão com a uruguaia Fiorella Bonicelli no Aberto da França. Já Bruno Soares tem três títulos, sendo o primeiro com a russa Ekaterina Makarova (US Open 2012). O segundo, também em Nova York, foi obtido com a indiana Sania Mirza. O último foi obtido em 2016, no Australian Open, com a russa Elena Vesnina.

O duelo de mistas entre brasileiros e australianos está previsto para as 7h30. A dupla que vencer encara na decisão quem avançar do encontro de Sania Mirza e Rohan Bopanna, ambos da índia, contra a americana Desirae Krawczyk e o britânico Neal Skupski.