Startup paga US$ 10 mil a funcionário que mudar de cidade e trabalhar de casa

Yahoo Finanças
São Francisco, Califórnia, EUA. Foto: Getty
São Francisco, Califórnia, EUA. Foto: Getty

No início do mês, a MainStreet, uma startup do Vale do Silício, anunciou um incentivo de US$ 10.000 para profissionais se mudarem da região de São Francisco e criou um grande burburinho.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

BAIXE O APP DO YAHOO FINANÇAS (ANDROID / iOS)

Essa iniciativa fez a empresa ficar famosa, mas não era só uma jogada de marketing: “muitas pessoas já se candidataram”, conta Doug Ludlow, CEO da MainStreet. 

Leia também

“Recebemos inscrições de um em cada mil domicílios da região”, explicou Doug ao especialista do Yahoo Finanças. Para demonstrar melhor o impacto dessa iniciativa, a região de São Francisco tem cerca de 2,6 milhões de domicílios, de acordo com o censo mais recente. 

A MainStreet é uma prestadora de serviços de recrutamento e retenção de talentos remotos, com escritórios em cidades onde o custo de vida não é tão avassalador como na região de São Francisco e em Nova York.

“As pessoas estão procurando oportunidades”

Na realidade, Doug não ficou surpreso com o interesse dos residentes locais pela proposta. O mercado imobiliário supervalorizado de São Francisco e os altíssimos preços praticados criaram uma crise residencial na região, da qual muitos querem escapar.

“As pessoas estão procurando oportunidades”, afirma Doug.  “A questão nem é o incentivo de US$ 10.000, mas sim a ideia de conseguir bancar uma casa para a família e escolas melhores para os filhos”. 

Os interessados têm até o fim de novembro para se candidatar. 

Os preços dos imóveis na região de São Francisco finalmente começaram a se estabilizar em muitos locais depois de anos de altas inacreditáveis. Mesmo assim, o preço médio de um imóvel novo ou usado na região continua acima de US$ 800.000, valor acessível somente para quem ganha os altos salários do Vale do Silício ou tem uma carreira bem-sucedida no mercado financeiro.

“Esse incentivo de US$ 10.000, na verdade, é uma forma de estimular a imaginação das pessoas e mostrar que é possível encontrar um emprego fantástico em outros lugares. 

As primeiras cidades que estão nos nossos planos são Sacramento, Tulsa, Salt Lake [City] e Portland [Oregon]”, conta Doug. “Já tem muita gente trabalhando remotamente lá [nessas cidades],  muita gente talentosa”.

Mas o incentivo de US$ 10.000 para se mudar tem algumas restrições. 

“Quando conectamos um candidato a uma empresa e ele decide se mudar ou trabalhar remotamente fora da região de São Francisco, esse candidato precisa ficar no emprego novo por pelo menos um ano,  para garantir que o emprego funcione para o candidato e para a empresa contratante”, explica Doug.

Se essa experiência inicial der certo, Doug tem grandes ambições para o crescimento da MainStreet.

“Nossa meta é estar em 500 a 1.000 cidades até o fim da década”, afirma. “Estamos começando em um lugar que atrai muito interesse e atenção,  mas queremos estar presentes em todas as cidades do país”.

Leia também