Startup Liqi distribui R$ 589 mil a investidores do Cruzeiro Token

·2 min de leitura

A startup Liqi começará a enviar a investidores da Cruzeiro Token, criptomoeda do Cruzeiro, parte do valor da venda do zagueiro Murilo Cerqueira para o Palmeiras. Neste primeiro momento, serão R$ 589 mil distribuídos aos torcedores. O atleta foi formado nas categorias de base do clube mineiro e antes da transação jogava no Locomotiv Moscou, da Rússia.

O Cruzeiro Token surgiu em junho do ano passado como o primeiro a ser lançado pela Tokenize, plataforma de tokenização da Liqi. É um token lastreado em receitas futuras de vendas dos jogadores que foram revelados pelo Cruzeiro e não estão mais no clube.

A ideia segue a lei do mecanismo de solidariedade, criada pela FIFA em 2001 para ajudar os clubes formadores de jovens atletas. Ela determina que para cada transferência internacional de um jogador, o clube formador do atleta tenha direito a no máximo 5% dos valores envolvidos.

Transferência de Murilo Cerqueira (acima) rendeu dividendos no Cruzeiro Token (Imagem: ‎Reproduçào/Anna Nassy‎/Wikimedia Commons)
Transferência de Murilo Cerqueira (acima) rendeu dividendos no Cruzeiro Token (Imagem: ‎Reproduçào/Anna Nassy‎/Wikimedia Commons)

Como funciona o Cruzeiro Token

Dividida em quatro fases, a venda dos tokens do Cruzeiro na Liqi teve descontos gradativos em cima do valor inicial de R$ 25. Além de recompensar o clube pela formação de jogadores, ele transforma o torcedor em um pequeno investidor do clube, podendo assim tanto ajudar no crescimento do time quanto ganhar algum dinheiro com isso, em transferências de atletas em ascensão.

O clube detém, no mínimo, 60% do ativo tokenizado em sua carteira. Há uma regra programada no token que impede qualquer movimentação deles por parte do clube nos próximos seis anos, garantindo assim o alinhamento estratégico do clube com os investidores.

A Liqi surgiu no ano passado como uma fintech de ativos digitais baseada na tecnologia blockchain. Foi fundada pelos empresários Daniel Coquieri, Persio Flexa e André Montenegro. Na semana passada, recebeu um aporte série A de R$ 27,5 milhões liderado pelo Kinea Ventures, fundo de capital de risco do Itaú, com participação do Honey Island by 4UM e o agente fiduciário Oliveira Trust. A empresa pretende usar o valor para dobrar a equipe em seis meses.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos