Startup de educação de ex-Google Brasil recebe aporte milionário

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Patrícia Oakim, cofundadora da AIO.
Patrícia Oakim, cofundadora da AIO.

A startup AIO, focada em preparar alunos para realizar a prova do Enem com ajuda de inteligência artificial, acaba de receber um primeiro aporte, da gestora carioca Fuse Capital, no valor de R$ 2 milhões. As informações são da Exame.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A startup é ideia da ex-Google Brasil Patricia Oakim e Murilo Vasconcelos, que já haviam empreendido juntos anteriormente. Oakim trabalhou por seis anos na unidade brasileira da gigante da tecnologia californiana.

Leia também:

A AIO já ajudou mais de 10 mil estudantes desde o lançamento, com um sistema que oferece simulados do Enem, e depois utiliza algoritmos de inteligência artificial para analisar os resultados, e entender em quais pontos o aluno precisa se dedicar mais.

Com o dinheiro, segundo os fundadores, a empresa vai se concentrar em investir em tecnologia e ampliar suas ferramentas educacionais.

Atualmente, o modelo de negócios da AIO se baseia na cobrança de uma taxa única de R$ 178,90 que garante 12 meses de uso do serviço.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube