Presidente do Las Palmas é detido em aeroporto na Espanha

EFE

Las Palmas, 25 abr (EFE).- O presidente do Unión Deportiva Las Palmas, Miguel Ángel Ramírez, foi detido pela polícia na manhã desta quarta-feira ao aterrissar no aeroporto de Gran Canaria em um avião privado procedente de Miami.

Ramírez era alvo desde a quinta-feira passada de um mandado de busca e captura por não ter aparecido para depor como acusado em uma denúncia por um crime contra a Seguridade Social, relacionado à política salarial da Seguridad Integral Canaria, empresa da qual é acionista.

Desde o momento em que chegou ao aeroporto, pouco antes das 8h (hora local; 3h em Brasília), o empresário está detido em dependências policiais, à espera de ser levado a um juiz.

No dia 13 de março, Ramírez foi chamado para prestar depoimento em 19 de abril, mas saiu da Espanha 11 dias depois com destino a Miami, com uma passagem de volta para estar na ilha em 5 de abril.

No entanto, a passagem de volta não foi utilizada. No dia 11 de abril, o empresário comprou outra passagem para voltar a Gran Canaria via Madri em 24 de março.

O magistrado responsável pelo caso considerou que com essa mudança de passagens o empresário demonstrou uma conduta "obstativa, contumaz e rebelde" contra a convocação, que poderia estar destinada a adiar a sua apresentação ao tribunal ou inclusive a "substrair-se" da ação da Justiça, segundo o auto de detenção. EFE


Leia também