Sheilla quer ganhar tudo em 2013

Mais atletas, destaques em 2012, revelam seus desejos para o próximo ano

Já é tradição: todo começo de ano as pessoas fazem desejos e pedidos para um novo ciclo que começa. E com os atletas também não é diferente. Seja campeão mundial, medalhista olímpico ou melhor atleta do ano. De um pedido simples como ter um bom casamento a ganhar todos os torneios que disputar, esses são os desejos dos heróis brasileiros para essa temporada que começou.

Veja Também
- Sheilla aproveita as férias na praia
- ATP promove mudanças nas regras do tênis
- Kobe Bryant solta o verbo após 16ª derrota dos Lakes na NBA

"Primeiramente ganhar a Superliga. Depois, vencer todos os campeonatos que disputar", pediu Sheilla com um jeitinho bem mineiro. Caso obtenha êxito, Sheilla vai conseguir um feito quase impossível: superar 2012. No melhor ano da carreira, Sheilla e a seleção deixaram escapar o título do Grand Prix.


 
Dante, outra estrela do vôlei brasileiro, não teve um 2012 tão bom quanto o de Sheilla, até porque ele sofreu com as lesões que espera não ver mais pela frente agora em 2012.

"Eu desejo um ano sem lesões, repleto de conquistas e de medalhas", torce o ponta do RJX e da seleção.

Nos tatames os pedidos não são menos ambiciosos. Quando perguntada qual era o seu maior desejo para 2013, Sarah Menezes foi categórica.

"Eu quero continuar em primeiro lugar do ranking mundial na minha categoria".

Para tentar atingir suas metas, Sarah vai contar com uma torcida especial. Esse ano, o Mundial de judô, principal competição da temporada, será no Brasil, no Rio de Janeiro, em setembro. E é para essa disputa que Rafael Silva e Felipe Kitadai, medalhistas de bronze em Londres, voltam suas atenções.

O Campeonato Mundial de natação também é um dos grandes objetivos de Thiago Pereira. A principal competição da modalidade no ano vai ocorrer em julho, em Barcelona. Mas o primeiro objetivo do medalhista de prata em Londres é bem mais prosaico.

"Eu vou casar em fevereiro. Então desde que acabou a Olimpíada eu estou nessa função pra acertar todos os preparativos a tempo", revelou Thiago.

Para aqueles que por algum motivo acham que um campeão olímpico pode não querer mais nada, Arthur Zanetti faz questão de responder.

"Eu quero mais resultados excelentes e que cada ano que passa seja melhor que o ano que passou", esclareceu o "Rei das Argolas".   


Exibir comentários (4)
  • São Paulo desafia tabu na Arena para se recuperar após goleada

    O elenco do São Paulo tem uma receita simples para superar a goleada de 4 a 0 sofrida para o Palmeiras: vencer o próximo jogo. Para isso, no entanto, terá que pôr fim a um tabu histórico. O adversário será o Atlético-PR, que jamais foi derrotado pelo time paulista na Arena da Baixada. Em 14 confrontos, foram nove triunfos da equipe paranaense e cinco empates. Mais »

    Gazeta Press - 11 minutos atrás
  • Sampaoli admite que 'ansiedade' ameaçou classificação do Chile

    Sampaoli admite que 'ansiedade' ameaçou classificação do Chile

    A "ansiedade" por jogar em casa prejudicou o Chile, afirmou nesta segunda-feira o técnico Jorge Sampaoli, que viu sua equipe sofrer bastante para derrotar o Peru por 2 a 1 na semifinal da Copa América. Mais »

    AFP - 6 horas atrás
  • Guerrero reclama da arbitragem na eliminação do Peru

    Guerrero reclama da arbitragem na eliminação do Peru

    O atacante peruano Paolo Guerrero culpou a arbitragem pela eliminação da sua seleção na Copa América, com derrota por 2 a 1 para o Chile nas semifinais. Mais »

    AFP - 7 horas atrás
  • Vargas, o ex-gremista que brilha de vermelho

    Vargas, o ex-gremista que brilha de vermelho

    Todos esperavam o 'Rei Arturo' Vidal, o 'Menino Maravilha' Alexis Sánchez ou o 'Mago' Valdivia, mas quem colocou o Chile na final da Copa América foi Eduardo Vargas, que teve passagem apagada no Grêmio, mas brilhou nesta segunda-feira com a camisa vermelha da seleção. Mais »

    AFP - 7 horas atrás
  • Ramón Díaz se mostra tranquilo para semifinal: "Sempre nos subestimam"

    O Paraguai não estava na lista de favoritos a chegar à semifinal da Copa América, e o técnico da equipe, Ramón Díaz, sabe disso. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, o comandante dos paraguaios lamentou que foi subestimado, e adiantou que "não será fácil para os favoritos" levantarem o caneco da competição. A seleção enfrenta a Argentina nesta terça-feira, às 20h30, em Concepción. Mais »

    Gazeta Press - 7 horas atrás