Souza, ex-São Paulo, é preso pela PF minutos antes de jogo em Brasília

O volante Souza ficou conhecido por sua passagem vitoriosa no time do São Paulo. Nesta quinta-feira, o jogador se envolveu em uma grande polêmica. Minutos antes de uma partida do Brasiliense, clube que defende desde novembro de 2016, o jogador foi preso pela Polícia Federal por cometer crime tributário.

A informação é do site oficial do Brasiliense, que afirma que o volante foi levado pela PF por “suposta sonegação de tributos federais referentes aos direitos de imagem declarados pelo jogador à Receita Federal”. Ainda segundo a nota, minutos antes da partida entre Brasiliense e Paracatu, às 16h00 (de Brasília), nesta quinta-feira, dois agentes da Polícia Federal foram ao vestiário do clube buscar Souza.

“Foi realizada uma prisão preventiva, que não caracteriza crime. O Souza, quando jogou no São Paulo, no Grêmio e no Fluminense, tinha um contrato de imagem e eles estão contestando os valores declarados do jogador”, afirmou João Chiminazzo, advogado de Souza.

O clube informou que o volante passará a noite desta quinta na carceragem da Polícia Federal, e deve ser liberado na próxima sexta-feira.

O volante de 38 anos atuou por três temporadas com a camisa do São Paulo, entre 2004 e 2007. No Tricolor, Souza conquistou a Copa Libertadores de 2005, o Mundial de Clubes de 2005 e duas vezes o Brasileirão (2006 e 2007). O jogador ainda teve passagens por clubes como o Paris Saint-Germain, da França, Fluminense, Grêmio e Portuguesa.