Southgate muda estratégia e não 'distribuirá coletes' na Inglaterra contra o País de Gales


O fato de não ter confirmado a classificação às oitavas de final da Copa do Mundo com antecedência fará com que o técnico da Inglaterra, Gareth Southgate, não repita a estratégia usada na última edição do Mundial e também na Euro, disputada no ano passado, quando usou o último jogo da fase de grupos para fazer testes.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

+ Artilheiros da Copa do Mundo 2022: veja lista de jogadores que marcaram

A escalação inicial do English Team tem somente uma mudança garantida, a entrada de Henderson no lugar de Bellingham, no meio-campo. Há outras possibilidades, como Jack Grealish e Phil Foden entre os titulares. Porém, não acontecerão mais do que três mudanças em relação aos dois primeiros jogos da seleção inglesa na Copa, nos quais Southgate repetiu a formação que começou os duelos contra Irã e Estados Unidos.

- Temos sorte de termos profissionais realmente bons que lidam com isso. Sei que é difícil, porque eu mesmo fiz isso, participei de alguns torneios em que quase não joguei nenhum minuto, mas você reconhece nesses momentos que seu trabalho é apoiar o time, treinar bem, apoiar os caras que estão jogando, estar pronto para o seu momento quando ele chegar - afirmou Gareth Southgate, que, entre o fim da década de 80 e o início dos anos 2000 foi zagueiro profissional, tendo, inclusive, defendido a seleção inglesa.

Há quatro anos, na Copa da Rússia, a Inglaterra chegou ao último jogo da sua chave, com a promoção à fase seguinte garantida, o que permitiu a Gareth Southgate fazer oito mudanças na escalação inicial. E nem mesmo a derrota por 1 a 0 para os belgas tirou a classificação inglesa.

Jack Grealish e Phil Foden - Inglaterra
Jack Grealish e Phil Foden - Inglaterra

Companheiros de Manchester City, Grealish e Foden podem ganhar chances contra Gales (Foto: Paul Ellis/AFP)

Agora, como o English Team empatou com os Estados Unidos na segunda rodada, o avanço às oitavas não está garantida, ainda que as chances de eliminação inglesa sejam muito pequenas. Isso só acontecerá em caso de derrota por quatro gols de diferença para o País de Gales.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo e simule os próximos jogos da competição

- É sempre um desafio (gerenciar o grupo) e é claro que temos 26 jogadores, mas estamos em um grande torneio e não se trata de distribuir partidas. Estamos aqui para tentar ir o mais longe possível. Temos um grupo brilhante, eles (atletas) se apoiam, é claro que os jogadores ficarão desapontados se não jogarem. Quando temos outros acampamentos ao longo do ano, tentamos administrar os minutos e dar às pessoas tempo de jogo sempre que possível, porque isso aumenta o espírito, mas quando você está em uma Copa do Mundo não pode ficar apenas pensando dessa forma, a menos que você já tenha se classificado e tenha um jogo que permita uma abordagem um pouco diferente - declarou Southgate em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (28).

A provável escalação inicial da Inglaterra para enfrentar o País de Gales é Pickford; Trippier, Stones, Maguire e Shaw; Rice, Henderson e Grealish (Dier); Saka (Foden), Kane e Sterling.