Son continua usando máscara por pedido dos pais

Sul-coreano, Son usa máscara de proteção por causa de uma fratura no rosto.
Sul-coreano, Son usa máscara de proteção por causa de uma fratura no rosto. Foto: (BEN STANSALL/AFP via Getty Images)

Uma das grandes estrelas do Tottenham, o meia-atacante sul-coreano Heung-min Son revelou que não enxerga a bola com 100% de precisão quando utiliza a máscara de proteção durante as partidas de futebol, mas revelou a razão pela qual continua utilizando o adereço, feito de fibra de carbono.

Em entrevista ao Standart Sport, o destaque o clube de Londres disse que segue vestindo a máscara por causa da preocupação de seus pais com o seu estado de saúde: "Obviamente, não é o mesmo que quando jogo sem a máscara. Minha visão ainda está boa, mas quando a bola está vindo para mim, às vezes é irritante, porque não consigo ver a bola por causa da máscara. Não está realmente me incomodando, mas não é o melhor. Contra o Villa, fiquei muito frustrado, porque recebi a bola e de repente perdi a bola, porque não conseguia ver. Eu estava com raiva. Se eu fosse sozinho, obviamente, jogaria sem a máscara, mas meus pais, minha família, meus amigos assistindo na Coreia do Sul estão todos preocupados. Obviamente, é um risco se alguém me bater de novo. Eles [meus pais] não disseram que você deveria usar ou algo assim, mas estávamos jantando [depois do jogo contra o Aston Villa] e eles disseram: 'Hum, o que aconteceu com a máscara? Obviamente, eles estão preocupados. E também os fisioterapeutas e médicos disseram depois do jogo do Villa: 'A decisão é sua, mas recomendamos que você ainda use a máscara', porque o risco ainda é alto, porque são apenas sete semanas desde a operação".

Leia também:

O camisa 7 usa a máscara por causa de uma fratura sofrida na maça do rosto, próxima ao olho, na última rodada da Liga dos Campeões da Europa antes da disputa da Copa do Mundo do Catar.

Quando questionado sobre até quando irá utilizar a máscara, Son disse não saber, mas ainda deve levar mais algumas partidas para que o departamento médico do Tottenham o libere. Resta saber se os seus pais também vão permitir que o craque jogue sem o adereço de proteção facial.