Sobral fala sobre a adaptação de Guto Ferreira com o elenco do Ceará


O meia Fernando Sobral foi o escolhido pela assessoria do Ceará para conceder coletiva e falar um pouco sobre a volta aos trabalhos presenciais e as impressões do técnico Guto Ferreira, que chegou em meio a pandemia do coronavírus.

Ainda sem participar de coletivo, o atleta acredita que Guto terá dificuldade, mas vê o elenco entrosado para auxiliar o comandante.

‘Infelizmente, o professor chegou nesse momento de pandemia. É evidente que ele não vai conseguir passar todas as ideias dele ali no campo, por causa do contato. Mas o que ele está passando, estamos procurando nos adaptar o mais rápido possível. Porque é um novo modelo, um novo padrão de jogo. O que facilita isso é o nosso entendimento, porque já temos uma certa identidade. Acredito que isso vai ajudar muito para que a gente consiga pegar a ideia do Guto o mais rápido possível’, afirmou.

Outro ponto abordado por Sobral é a torcida. Devido a toda crise, o estádio ficará vazio e o torcedor não poderá acompanhar in loco os jogos do Vozão.

‘É uma novidade para nós. Ninguém esperava por isso. No futebol, é um ponto onde se sente mais. A gente depende, também, do calor da torcida, daquele apoio. Para nós, vai fazer muita falta, mas temos que colocar na cabeça que eles vão estar torcendo por nós independente de qualquer coisa. Tem que ter isso na mente. Eles vão estar nos apoiando mesmo de longe. Ficamos tristes por não poder estar perto deles. Não vejo a hora disso normalizar de vez, dessa pandemia passar; para que a gente possa comemorar nossas vitórias e nossos títulos junto do nosso torcedor’.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também