Sobis defende Mozart, rechaça desgaste e avisa sobre demissão: 'Não adianta ficar trocando'

·1 minuto de leitura


A intensa pressão no Cruzeiro após a derrota para o Remo, por 1 a 0, pela 13 rodada da Série B, só aumentou no já tumultuado ambiente do clube azul.

O Cruzeiro não vence há seis jogos na Série B, estacionou nos 11 pontos, ocupando a 17ª colocação, após o triunfo do Vitória sobre a Preta, voltando à zona de rebaixamento. Essa campanha fraca já faz o torcedor pensar na sequência de Mozart Santos no cargo.

Porém, o clube mineiro já demitiu Felipe Conceição e caso resolva tirar Mozart do cargo, não poderá contratar outro treinador , tendo de usar algum auxiliar do clube para comandar a equipe celeste. O treinador, ainda comandante da Raposa, falou que sua permanência dependerá da diretoria.

Mozart havia dito que mesmo com um novo revés não iria pedir demissão. O técnico provavelmente não quer abrir mão de uma multa rescisória que tem em seu contrato. Por isso, sua saída dependerá mesmo de um acordo entre ele a diretoria ou que o Cruzeiro arrisque ficar sem técnico em caso de nova saída de técnico do clube.

Para o atacante Rafael Sobis, demitir outro treinador não vai adiantar e saiu em defesa de Mozart, além de negar que haja algum atrito entre os dois. Confira no vídeo acima o que Mozart disse.

Cruzeiro x Atletico mg - Rafael Sóbis
Cruzeiro x Atletico mg - Rafael Sóbis

Rafael Sobis é contra que haja nova demissão de treinador no Cruzeiro-(Bruno Haddad/Cruzeiro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos