Sob desconfiança, São Paulo recebe Corinthians, pressionado após Libertadores

Folhapress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - São Paulo e Corinthians vão duelar neste sábado (15), a partir das 19h, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista, com uma carga de pressão extra para saírem de campo com os três pontos.

Enquanto o time tricolor está, hoje, fora da zona de classificação à próxima fase do estadual, a equipe alvinegra fará seu primeiro jogo após a desclassificação precoce na Copa Libertadores —os comandados de Tiago Nunes deram adeus ao torneio na fase preliminar, diante do Guaraní (PAR).

Em caso de derrota em casa, o São Paulo poderá ver Inter de Limeira e Mirassol —respectivamente, líder e vice do Grupo C— ampliarem a vantagem na chave. Atualmente, a equipe dirigida por Fernando Diniz soma oito pontos, um a menos do que os dois primeiros, empatados com nove.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Até a última rodada, os são-paulinos estavam invictos na competição, mas acabaram derrotados pelo Santo André por 2 a 1, resultado que derrubou o clube da vice-liderança.

A situação do Corinthians no Paulista é mais confortável, mas o momento inspira maior preocupação. O time está na segunda posição do Grupo D, com sete pontos, um a menos do que o líder Guarani e dois a mais do que o Red Bull Bragantino. Ou seja, se for derrotado, poderá ser ultrapassado pela equipe de Bragança Paulista.

Além de vir de uma derrota no Estadual, diante da Inter, em casa, o time alvinegro amargou a eliminação na pré-Libertadores, resultado que terá impacto, inclusive, nas finanças do Parque São Jorge.

O clube esperava chegar ao menos às oitavas de final da competição continental, o que lhe renderia cerca de R$ 27 milhões, entre premiações e bilheteria. O valor fazia parte da previsão orçamentária da diretoria, que será obrigada a buscar novas receitas para não fechar o ano com déficit.

Além disso, apesar da vitória por 2 a 1 sobre o Guaraní, o trabalho de Tiago Nunes sofreu um duro baque logo no início da trajetória.

Contratado em dezembro, ele acumula sete jogos, com três vitórias, três derrotas e um empate nesta temporada. Com estes resultados, o aproveitamento dele é de 47%.

Fernando Diniz, por sua vez, conquistou 53% dos pontos neste ano, com duas vitórias, dois empates e uma derrota em cinco jogos pelo Paulista.

Enquanto o rival caiu na pré-Libertadores, o time de Diniz estreia na competição na fase de grupos, em 5 de março, contra o Binacional, do Peru. LDU (EQU) e River Plate (ARG) também estão na chave.

Até o duelo contra o time peruano, o São Paulo terá mais três compromissos no Paulista. Depois do clássico, encara Oeste e Ponte Preta.

Para o encontro pela sexta rodada, tanto Diniz quanto Nunes usaram da mesma tática de não revelar com antecedência suas escalações.

No Corinthians, a tendência é que seja mantida a formação que atuou na última quarta (12), diante do Guaraní. No banco de reservas, porém, Nunes terá uma novidade à disposição: o atacante colombiano Yony González, 25, recém-contratado, que teve seu nome inscrito no BID (Boletim Informativo Diário), da CBF.

Já Diniz contará com o atacante Antony e o meia Igor Gomes, que retornaram ao clube após participar do pré-Olímpico junto com a seleção brasileira sub-23 —o país conquistou uma das duas vagas para os Jogos de Tóquio, ao lado da Argentina.

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves, Hernanes (Igor Gomes); Antony, Pablo (Alexandre Pato) e Vitor Bueno. T.: Fernando Diniz

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley; Camacho e Cantillo; Pedrinho, Luan e Vagner Love (Yony González); Boselli. T.: Tiago Nunes

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Horário: 19h deste sábado

Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)

TV: Premiere

Leia também