Skatista japonês octogenário aprende novas manobras

·1 minuto de leitura
Skatista japonês Yoshio Kinoshita

Por Akira Tomoshige

OSAKA, Japão (Reuters) - Yoshio Kinoshita, de 81 anos, é a prova de que se pode aprender coisas novas independemente da idade.

O japonês anda nas rampas do parque de skate local da cidade de Osaka quase todas as manhãs, pegando dicas de praticantes várias décadas mais novos do que ele.

"São todos meus professores", disse Kinoshita, que trabalhou como técnico do setor da construção até se aposentar e que ainda trabalha meio período como atendente de um estacionamento de bicicletas.

"No começo eu me segurava na barra", disse ele, antes de exibir um giro de 180º e outras manobras.

Kinoshita começou a andar de skate só dois anos atrás, quando comprou um que viu em um mercado que vende bens não reclamados deixados na ferrovia.

O skate de 7,15 dólares foi uma compra impulsiva que mudou a vida do octogenário.

Em um país que tem a sociedade mais idosa do mundo, com mais de 35% de pessoas com previsão de ter 65 anos ou mais até 2050, Kinoshita recomendou o skate como forma de evitar problemas mentais.

"É um esporte com uma certa tensão. Em vez de ficar viajando, acho que o skate melhora a capacidade de pensar, mesmo que só um pouco", disse.

"Para pessoas (idosas) como eu que tentam aprender coisas novas, se não o praticarmos aos poucos todos os dias, esqueceremos como fazê-lo imediatamente".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos