Situação palmeirense elege líder de órgão que era 'pedra no sapato' da Crefisa

Yahoo Esportes
Logo do Palmeiras
Logo do Palmeiras

A situação do Palmeiras elegeu nesta sexta-feira (22) o presidente do Conselho de Orientação Fiscal, órgão que vinha sendo palco de embates entre conselheiros e a patrocinadora Crefisa. O novo presidente é Tommaso Mancini, que amealhou 10 votos, contra 8 do ex-diretor de futebol Savério Orlandi, que representava a oposição.

A situação elegeu também o vice, Manoel Dantas Pinheiro Filho, com 11 votos. O oposicionista Walter José Munhoz conseguiu 7 votos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A oposição, no meio da tarde desta sexta, já “jogava a toalha” pois já sabia de duas ausências decisivas, que mais tarde foram reveladas como sendo as do ex-presidente Affonso Della Monica e Guilherme Pereira, filho de Clemente Pereira.

Oposicionistas contavam que Della Monica retribuiria o apoio dado por eles nas duas vezes em que seu filho Carlos concorreu à presidência do COF, em que Affonso compareceu. Eles definiram sua ausência como “ingratidão”. No caso de Guilherme, também apoiado pela oposição, estranharam ele ter ido viajar, já que é tradição a eleição do presidente do COF acontecer dias após a eleição dos novos membros do COF.

Se ambos tivessem confirmado presença, a oposição teria lançado Munhoz, e não Orlandi, já que em caso de empate, o conselheiro de matrícula mais antiga ocuparia a cadeira.

A situação engata, assim, uma sequência de vitórias políticas que incluem o maior número de vitalícios e novos membros no Conselho Deliberativo no próprio COF, além da reeleição de Seraphim del Grande à presidência do Conselho Deliberativo, e agora Mancini.

 

Leia também