Situação tem larga vitória em eleição no Palmeiras

Yahoo Esportes
O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte (Fernando Dantas/Gazeta Press)
O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte (Fernando Dantas/Gazeta Press)

A situação no Palmeiras, representada por duas chapas genuínas e a aliada União Verde e Branca, registrou ampla vantagem sobre chapa de oposição na eleição para o conselho deliberativo, neste sábado (9), ao conquistar 51 cadeiras, contra 25 da oposição.

Estavam em disputa 76 cadeiras, com mandatos de quatro anos. O conselho deliberativo do clube reúne no total cerca de 283 conselheiros.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia mais:

– Bônus ajudam a aumentar pagamentos no Palmeiras
– Os dez meninos do Fla também eram esperanças de uma vida melhor
Copa do Brasil pode ser transmitida na Fox Sports

A principal chapa da situação, a Palestra Itália, elegeu 35 conselheiros. Já a segunda, a Novo Palestra, fez 5 conselheiros.

A chapa independente, mas aliada à situação, União Verde e Branca, conseguiu 11 conselheiros.

A chapa de oposição, Todos Palmeiras, que reuniu membros das antigas Palmeiras Forte, de Mustafá Contursi, e Academia, de Paulo Nobre, mais Fanfula e dissidência da Palestra, fez 25 conselheiros.

Na eleição de conselheiros vitalícios, já ocorrera vantagem da situação, que elegeu oito candidatos, contra um da oposição. Na reeleição de Mauricio Galiotte à presidência do clube, a situação obteve 61% dos votos e o oposicionsita Genaro Marino, 39%.

Na eleição deste sábado, a vantagem percentual da situação foi de 68% contra 32% da oposição.

 

Leia também