A situação das grandes ligas europeias e a retomada do futebol

AFP
Arquibancadas vazias do Stade de France, em Saint-Denis, perto de Paris, 30 de abril de 2020
Arquibancadas vazias do Stade de France, em Saint-Denis, perto de Paris, 30 de abril de 2020

Após a suspensão definitiva da temporada do futebol francês, anunciada na semana passada, a incerteza rodeia as outras grandes ligas europeias, interrompidas desde março devido à pandemia do coronavírus, embora a Alemanha pareça cada vez mais próxima de reiniciar seu campeonato, possivelmente em meados de maio.

- França: temporada encerrada -

Durante o anúncio de seu plano de relaxamento progressivo do confinamento, o primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, declarou com firmeza que "a temporada 2019-2020 dos esportes profissionais, incluindo o futebol, não poderá ser retomada", descartando também qualquer aglomeração de pessoas antes de setembro.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O Ministério do Esporte francês revelou à AFP que a disputa de algumas partidas seria possível a partir de agosto.

Na última quinta-feira, a Liga de Futebol Profissional (LFP) francesa decretou a suspensão definitiva da temporada da Ligue 1, decidindo uma "classificação final" que sagrou o Paris Saint-Germain campeão nacional.

A França seguiu assim os passos da Holanda, que se tornou o primeiro país membro da Uefa a suspender definitivamente sua temporada 2019-2020. No caso holandês, o título não foi atribuído a nenhuma equipe, nem ao Ajax (líder da 1ª divisão no momento da suspensão), nem ao AZ Alkmaar (que tinha a mesma pontuação do Ajax).

- Alemanha: volta prevista para este mês -

A Bundesliga é a grande liga europeia mais próxima de voltar: os 'Länder' (Estados regionais) acreditam ser possível uma reinício da temporada "em meados de maio ou final de maio" com portões fechados, iniciativa apoiada pelos clubes. Uma reunião prevista para quarta-feira (6) poderia selar definitivamente a retomada da competição.

A primeira série de testes generalizados, cujos resultados foram revelados na segunda-feira (4), detectou dez casos de COVID-19 nos clubes alemães da primeira e segunda divisão, o que sugere um desafio sanitário para que a bola volte a rolar na Alemanha.

Restam nove rodadas a disputar na Bundesliga, além das repescagens de acesso e rebaixamento. Na Copa da Alemanha, faltam as semifinais e a final a disputar.

- Espanha: possível volta em junho -

A Liga espanhola estuda uma "volta à competição em junho", enquanto que os treinos das equipes foram retomados nesta semana, anunciou na segunda-feira a LaLiga, entidade que rege o futebol profissional na Espanha.

O presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez, deu o aval para que os atletas profissionais pudessem voltar a treinar a partir de 4 de maio.

De acordo com os números da LaLiga, o futebol profissional contribui com 1,37% do Produto Interno Bruto (PIB) espanhol e é responsável por 185.000 empregos no país. A volta do futebol significa que a sociedade volta pouco a pouco à normalidade", afirmou o presidente da entidade, Javier Tebas.

- Inglaterra: um "Projeto Restart" a aperfeiçoar -

Na Inglaterra, a Premier League tenta fortalecer seu "Projeto Restart", que tem como meta retomar a competição em 8 de junho com jogos com portões fechados.

Em reunião na última sexta-feira, os 20 clubes da elite do futebol inglês foram informados de um plano que prevê a realização das 92 partidas que faltam para concluir a temporada 2019-2020 em campo neutros para limitar os deslocamentos.

O reinício 'oficial' dos treinos seria fixado em 18 de maio, dando três semanas aos clubes para se prepararem para a disputa da reta final do campeonato, amplamente dominado pelo Liverpool após 29 rodadas.

Sem esperar, o Arsenal, o Brighton e o West Ham reabriram na segunda-feira seus centros de treinamento para os jogadores, mas de maneira controlada.

- Itália: CR7 de volta, mas dúvidas persistem -

Na Itália, país europeu mais castigado pela pandemia, a grande estrela do 'Calcio', Cristiano Ronaldo, chegou a Turim na segunda-feira e os jogadores estão autorizados a retomar os treinos de maneira individual. Contudo, ainda não há data para o reinício da Serie A.

O governo frustrou as intenções dos clubes ao anunciar na semana passada que os treinos coletivos não poderão ser retomados antes de 18 de maio, complicando o objetivo da Serie A de reiniciar seu campeonato no início de junho.

A esperança do futebol italiano está focada agora em reiniciar a competição em 10 de junho ou no fim de semana do 13-14 de junho. Depois desta datas, não seria possível concluir a temporada antes do fim de julho. A Federação Italiana (FIGC) terá nesta sexta-feira (8) uma reunião que pode ser decisiva.

Leia também