Em situação cômoda, Corinthians revê jogo eliminatório em Itaquera

O jogo contra o Luverdense, na noite desta quinta-feira, será o décimo em que o Corinthians atuará em Itaquera com a possibilidade de ser eliminado de uma competição. Desta vez, no entanto, o trauma das cinco quedas dentro do luxuoso estádio construído na Zona Leste de São Paulo foi deixado de lado.

Com uma vitória por 2 a 0 (gols dos meio-campistas Rodriguinho e Gabriel) na Arena Pantanal, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o Corinthians alcançou a sua situação mais confortável entre todos os duelos de mata-mata decididos em Itaquera. O time dirigido por Fábio Carille ainda conta com a confiança gerada pelo seu bom início de temporada para confirmar a classificação diante de um adversário menos tradicional.

Em outros tempos, ao contrário, disputar uma partida eliminatória em Itaquera inspirava receio. Apenas em 2015, o Corinthians se despediu de três torneios dentro do seu estádio, duas vezes contra rivais – caiu nos pênaltis diante do Palmeiras, no Campeonato Paulista, deixou a Copa do Brasil com uma derrota para o Santos e foi surpreendido pelo modesto Guaraní, do Paraguai, na Copa Libertadores da América.

No ano seguinte, as derrotas para Grêmio Osasco Audax, outra vez nos pênaltis, no Estadual, e para o uruguaio Nacional, na Libertadores, provocaram novas gozações entre torcedores de outras equipes. Em uma entrevista concedida à Gazeta Esportiva, o médium Robério de Ogum (o mesmo que, em 1977, realizou um trabalho no Parque São Jorge, onde recomendaria ao técnico Vanderlei Luxemburgo a criação de galinhas d’angola em 2001) chegou a sugerir que a arena corintiana era amaldiçoada: “Há uma carga pesada ali dentro”.

O Corinthians, contudo, também já soube suportar o peso de decidir uma classificação em Itaquera. Desconsiderando jogos de ida disputados na Zona Leste de São Paulo (visto que, nesses casos, não havia a chance de ser eliminado no estádio), o time superou Bragantino e Fluminense, pela Copa do Brasil, e Ponte Preta e Red Bull Brasil, pelo Paulista, dentro de casa.

A próxima vítima deverá ser o Luverdense, apesar de Carille e os seus comandados ainda tratarem o confronto com cautela. A ordem é respeitar o adversário, até porque o Corinthians sofreu para passar pelo Brusque, com uma virada nos pênaltis depois de um 0 a 0 com a bola rolando, na etapa anterior da Copa do Brasil.

O precavido Fábio Carille até abriu mão de poupar jogadores neste meio de semana, expediente que adotou no empate por 1 a 1 com a Ponte Preta, em Campinas, no domingo. O treinador avisou que pretende dar aos seus titulares a vivência de disputar uma partida decisiva em Itaquera – já projetando futuros jogos de mata-mata decididos na arena.

Ao todo, o Corinthians já jogou 92 vezes em Itaquera. O retrospecto é extremamente positivo: 66 vitórias, 19 empates e somente sete derrotas, com 174 gols marcados e 54 sofridos.

Confira os jogos em que o Corinthians saiu de Itaquera classificado:

Corinthians 3 x 1 Bragantino – 3 de setembro de 2014 – Copa do Brasil

Corinthians 1 x 0 Ponte Preta – 11 de abril de 2015 – Campeonato Paulista

Corinthians 4 x 0 Red Bull Brasil – 16 de abril de 2016 – Campeonato Paulista

Corinthians 1 x 0 Fluminense – 21 de setembro de 2016 – Copa do Brasil

Relembre as eliminações do Corinthians em Itaquera:

Corinthians 2 (5) x (6) 2 Palmeiras – 19 de abril de 2015 – Campeonato Paulista

Corinthians 0 x 1 Guaraní-PAR – 13 de maio de 2015 – Copa Libertadores da América

Corinthians 1 x 2 Santos – 26 de agosto de 2015 – Copa do Brasil

Corinthians 2 (1) x (4) 2 Grêmio Osasco Audax – 23 de abril de 2016 – Campeonato Paulista

Corinthians 2 x 2 Nacional-URU – 4 de maio de 2016 – Copa Libertadores da América