Sistema defensivo do Flamengo limita ataque do Santos a apenas duas finalizações na direção do gol

·1 minuto de leitura


A contundente vitória do Flamengo sobre o Santos no último sábado, na Vila Belmiro, por 4 a 0 chama a atenção pelo placar elástico e pelo poderio ofensivo do time de Renato Gaúcho. No entanto, ao analisar os números, fica evidente que a força e a eficiência da defesa rubro-negra também foram essenciais para garantir os três pontos no confronto.

> ATUAÇÕES: Gabi comanda vitória do Flamengo sobre o Santos

Segundo as estatísticas do site "SofaScore", o Santos, durante toda a partida, conseguiu 11 finalizações, mas apenas duas delas encontraram a direção do gol. Isso mostra que, durante todo o confronto, o Peixe poderia fazer, no máximo, dois gols sobre o Flamengo.

Para deixar ainda mais evidente a força do sistema defensivo, essas duas únicas finalizações que fizeram Diego Alves trabalhar ocorreram apenas no segundo tempo. Na primeira etapa, por parte do Peixe, foram apenas quatro arremates, todos sem a direção da meta rubro-negra.

> Veja a tabela do Campeonato Brasileiro

Em outros quesitos, inclusive, o Flamengo também mostrou superioridade ao Santos. Segundo o site, o time carioca teve mais duelos ganhos (41 contra 50), disputas aéreas vencidas (cinco contra 14), desarmes (dez contra 11), interceptações (dez contra 13) e cortes (14 contra 19).

Agora, por conta da Data FIFA, o Flamengo só volta a campo no dia 12 de setembro, um domingo, contra o Palmeiras. Em busca de manter a mesma eficácia no sistema defensivo, o Rubro-Negro enfrenta o Alviverde, em São Paulo, às 16h, em partida válida pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos