Simeone sobre o filho: 'Vai ser grande jogador, mas não na minha equipe'

Técnico do Atlético de Madrid acredita que Giovanni ganharia uma 'grande responsabilidade que não seria boa para ele'

Uma das maiores promessas da nova geração argentina, Giovanni Simeone tem provado no Genoa que não está no cenário por conta de seu pai consagrado, Diego Simeone. O técnico do Atlético de Madrid, contudo, refutou o rumor sobre um possível interesse de treinar o filho.

- Seria um grande sacrifício para ele e jogar futebol não deve ser um sacrifício.

- Giovanni está fazendo uma temporada fantástica no Genoa. Já marcou 11 gols e, na Itália, não é fácil no primeiro ano. Tê-lo na minha equipa seria uma grande responsabilidade e não seria bom para ele. Tem qualidades que aprecio muito e com esforço e trabalho vai, definitivamente, se tornar um grande jogador, mas não na minha equipe -, acrescentou, antes de rematar:

- Há muitos clubes que lhe podem dar oportunidades.

Aos 21 anos, Giovanni tem vínculo com o Genoa por mais quatro temporadas. Nesta, que é a sua primeira na Itália, o atacante com passagens pelas seleções argentinas de base soma 11 gols em 28 partidas.







E MAIS: