Hazard resolve contra o City e deixa Chelsea ainda mais perto do título

Londres, 5 abr (EFE).- O Chelsea deu mais um importante passo rumo ao título do Campeonato Inglês nesta quarta-feira ao contar com dois gols do meia Hazard e bater Manchester City por 2 a 1 em Stamford Bridge, pela 31ª rodada, que teve ainda uma incrível vitória de virada do Tottenham e um tropeço do Liverpool em casa.

Derrotados de maneira surpreendente pelo Crystal Palace no último sábado, os 'Blues' se recuperaram em grande estilo, derrotando um adversário que também briga na parte de cima da tabela. O resultado os levou a 72 pontos, sete a mais que os 'Spurs', que levaram a melhor sobre o Swansea de maneira dramática e estão cada vez mais consolidados na segunda posição.

O Liverpool, que empatou com o Bournemouth em 2 a 2 no Anfield Road, ainda está em terceiro lugar, com 60 pontos, mas tem uma partida a mais que a maioria dos concorrentes. Já o City parou nos 58 e ainda é quarto.

Antonio Conte resgatou o esquema 3-4-3 no Chelsea, com a entrada de Zouma em lugar de Matic. Entre os brasileiros, David Luiz e Diego Costa começaram jogando, enquanto Willian substituiu Fàbregas nos instantes finais.

Já os 'Citizens', ainda desfalcados de Gabriel Jesus e com Fernandinho na formação inicial, tiveram como grande novidade o retorno do zagueiro Kompany, titular pela primeira vez na 'Premier League' desde novembro.

Todos os gols do duelo em Londres foram marcados no primeiro tempo. Aos dez minutos, Hazard chutou colocado, a bola desviou em Kompany e traiu o goleiro Caballero, que não pôde evitar que os donos da casa fizessem 1 a 0.

Aos 26, Courtois falhou feio na reposição, dando um presente para David Silva. O arqueiro belga até parou a tentativa do espanhol, mas o rebote ficou limpo para a Agüero, que deixou tudo igual.

Porém, nove minutos depois, Kompany cometeu pênalti em Pedro. Hazard chutou, Caballero caiu no canto esquerdo e defendeu, mas o rebote ficou com o próprio meia, que completou para o gol e desempatou, dando números finais ao confronto.

O Tottenham foi ao Liberty Stadium encarar o Swansea, que abre a zona de rebaixamento, e foi vazado aos 11 minutos do primeiro tempo, em conclusão de Routledge. A vantagem da equipe anfitriã durou até os 43 minutos da segunda etapa, quando Dele Alli empatou. Son, aos 46, e Eriksen, aos 49, também marcaram e garantiram o triunfo.

Outro que virou o placar depois de estar atrás foi o Liverpool, mas a equipe de Lucas Leiva, Philippe Coutinho e Roberto Firmino - que foram titulares - não conseguiu sustentar a vantagem.

Afobe fez 1 a 0 para o Bournemouth logo aos sete minutos de jogo. Coutinho empatou aos 40, e Origi colocou os 'Reds' à frente aos 14 do segundo tempo. Contudo, aos 43, King empatou e determinou o tropeço dos comandados de Jürgen Klopp.

Quem sorriu com o empate no Anfield foi o Arsenal, que reacendeu o sonho de se classificar para a Liga dos Campeões. Os 'Gunners' derrotaram o West Ham por 3 a 0 no Emirates Stadium, com gols de Özil, Walcott e Giroud, e foram a 54 pontos, com duas partidas a mais a disputar.

O time dirigido por Arsene Wenger é o quinto colocado do Inglês, enquanto os 'Hammers', que sofreram o quinto revés seguido, aparecem em 15º, com cinco pontos de diferença para o Swansea. EFE