Shogun nocauteia americano e atinge melhor sequência no UFC

Shogun está no melhor momento de sua carreira no UFC - Inovafoto

Na antepenúltima luta do UFC Fortaleza, realizado na madrugada deste domingo (12), o brasileiro Maurício ‘Shogun’ levou ao delírio os fãs que encheram o Centro de Formação Olímpica (CFO), na capital cearense, ao derrotar o americano Gian Villante por nocaute no terceiro round e chegar ao seu terceiro triunfo consecutivo – é a melhor sequência do ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) desde que estreou no maior torneio do mundo.

Tomando iniciativa do combate, Shogun partiu para cima logo no início encaixou bons golpes no americano. Villante, no entanto, não se intimidou e também aplicou socos potentes que chegaram a balançar o brasileiro. Mas Maurício novamente deu a volta por cima e terminou o primeiro round com mais pressão.

Nos cinco minutos seguintes, a luta continuou completamente em pé, e Shogun continuou acertando melhores golpes, mas o duelo foi definido no terceiro e último assalto. Depois de uma sequência que abalou o americano, o curitibano encurralou Villante contra a grade e disparou mais alguns potentes socos até que o árbitro Mario Yamasaki fosse obrigado a intervir, para explosão dos fãs.

“O Gian é um cara duro e que vem para a trocação. Fiquei feliz por isso. Estou muito feliz de lutar perto do Brasil, ficar com minha família e meus amigos. Eu luto em qualquer lugar, mas no Brasil é melhor. Obrigado, Fortaleza”, afirmou Shogun ainda dentro do octógono.

Nocaute espetacular

Uma das lutas mais aguardadas da noite, Edson Barboza x Beneil Dariush não decepcionou os fãs de trocação. Com o duelo em pé durante o tempo inteiro combate, os atletas vinham revezando golpes potentes e mostraram a grande categoria até que o brasileiro arriscou uma joelhada voadora exatamente no momento em que o iraniano tentou agarrar suas pernas e acertou em cheio no rosto do adversário, que caiu desacordado.

Número cinco do ranking dos leves (70 kg), Barboza chegou ao seu terceiro triunfo seguido, incluindo vitórias diante de atletas de calibre como Gilbert Melendez e Anthony Pettis. Sabendo que está próximo dos melhores da divisão, o brasileiro aproveitou a oportunidade para pedir por uma luta pelo cinturão que hoje pertence a Conor McGregor.

“Tive alguma dificuldade, mas rapidinho consegui pegar a distância no segundo round e acertei a joelhada.. Sabia que toda hora que ele jogava um jab ele dava um passo para frente. Não sabia que ele ia entrar ali, mas sabia que podia acontecer. Estou pronto para o cinturão, estou nessa caminhada há muito tempo”, disse Barboza.

Anticlímax para mulheres

Bethe Correia e Marion Reneau entraram no octógono mais famoso do mundo para resolver as diferenças criadas e alimentadas desde que foram escaladas para medirem forças. Acontece que brasileira – que apelidou sua rival de ‘Vovó do UFC’- começou bem, mas acabou cansando demais no fim do duelo e passou sufoco no último round. Em duelo muito parelho, os juízes laterais acabaram considerando a luta empatada por decisão majoritária.

A brasileira até chegou a comemorar ao fim dos três rounds e deu a sua tradicional dancinha quando o sinal soou no último assalto. A torcida local também vibrou bastante, mas o resultado deixou todos um pouco decepcionado.

CARD PRINCIPAL

Maurício ‘Shogun’ venceu Gian Villante por nocaute no terceiro round;
Edson Barboza venceu Beneil Dariush por nocaute no segundo round;
Ray Borg venceu Jussier ‘Formiga’ por decisão unânime dos juízes laterais;
A luta entre Bethe Correia e Marion Reneau terminou empatada;
Alex ‘Caubói’ venceu Tim Means por finalização (mata-leão) no segundo round.

CARD PRELIMINAR

Kevin Lee venceu Francisco ‘Massaranduba’ por finalização (mata-leão) no segundo round;
Serginho Moraes venceu Davi Ramos por decisão unânime dos juízes laterais;
Joe Soto venceu Rani Yahya por decisão unânime dos juízes laterais;
Michel ‘Trator’ venceu Josh Burkman por finalização (estrangulamento) no primeiro round;
Jeremy Kennedy venceu Rony ‘Jason’ por decisão unânime dos juízes laterais;
Paulo ‘Borrachinha’ venceu Garreth McLellan por nocaute no primeiro round.