Sharapova volta às quadras após 15 meses de suspensão por doping

Nesta quarta-feira, Maria Sharapova, ex-número 1 do mundo, voltará oficialmente às quadras. Após cumprir 15 meses de suspensão do circuito por doping, a russa disputará o Premier de Stuttgart.

Sharapova estreia por volta das 13h30, diante da italiana Roberta Vinci, atual número 36 da WTA. A russa pode disputar o torneio por ter recebido um convite, já que não tem ranking atualmente. Além disso, como a suspensão só termina nesta quarta (26), a tenista está treinando em um local separado do torneio.

A última competição da ex-número 1 do mundo foi o Aberto da Austrália de 2016, quando foi eliminada nas quartas de final pela norte-americana Serena Williams. Depois disso, Maria foi pega no doping pelo uso da substância meldonium, que figura na lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping (Wada).

Após a comprovação do doping, Sharapova foi punida com dois anos de suspensão, mas o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) diminuiu a pena da russa para 15 meses, e esta se encerra justamente nesta quarta, 26 de abril.

Sharapova, inclusive, já recebeu convite de outros dois torneios: os Premiers de Madri e de Roma, ambos no saibro. Porém, Roland Garros, Grand Slam que é disputado na terra batida, ainda não anunciou se permitirá que a russa participe da competição.

Apesar de estar suspensa oficialmente do circuito, Sharapova sentiu o gostinho de voltar a jogar em dezembro de 2016, quando disputou uma exibição contra a atual campeã olímpica, Monica Puig. A partida aconteceu em Porto Rico, com vitória da tenista da casa.

Ex-número 1 do mundo, Sharapova é um nome de destaque do tênis feminino, já tendo sido campeã dos quatro Grand Slams do circuito mundial: Wimbledon (2004), Aberto dos Estados Unidos (2006), Aberto da Austrália (2008) e Roland Garros (2012 e 2014).