City vai às quartas em jogo com 1º gol de Jesus no ano e derrota para o Basel

EFE

Manchester (Inglaterra), 7 mar (EFE).- O Manchester City foi a campo nesta quarta-feira com uma formação basicamente reserva, viu Gabriel Jesus voltar a balançar as redes, acabou derrotado em pleno Etihad Stadium pelo Basel por 2 a 1, mas mesmo assim conseguiu a classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões.

Com a vitória na partida de ida por 4 a 0, o técnico espanhol Josep Guardiola poupou muitos titulares e deu chance a reservas, jovens e jogadores com pouco ritmo de jogo, como o ex-atacante do Palmeiras, escalado como titular pela primeira vez desde que sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo em 31 de dezembro do ano passado.

Jesus aproveitou bem a oportunidade e fez seu primeiro gol em 2018, abrindo o placar do duelo logo aos 8 minutos do primeiro tempo.

Sem nada a perder, devido à grande diferença no resultado agregado, o Basel não se acovardou e reagiu, empatando ainda antes do intervalo, aos 17, com o meia-atacante norueguês Mohamed Elyounoussi. Na etapa complementar, aos 27, o lateral-direito suíço Michael Lang decretou a virada dos visitantes.

O revés diante do time suíço encerrou uma série invicta de 36 jogos do City como visitante. A última derrota da equipe em casa havia acontecido em 3 de dezembro de 2016, diante do Chelsea por 3 a 1, pelo Campeonato Inglês. Além disso, os comandados de Guardiola estavam em série de 13 vitórias consecutivas como mandante.

Agora, a equipe de Manchester se junta a Liverpool e Real Madrid, que avançaram ontem, ao eliminarem Porto e Paris Saint-Germain, respectivamente, e à Juventus, que despachou hoje o Tottenham. Depois da definição dos últimos quatro classificados, a definição dos confrontos da próxima etapa acontecerá no próximo dia 16.

Para o duelo de hoje, o técnico espanhol Josep Guardiola poupou grande parte do elenco e só repetiu dois dos 11 jogadores que entraram em campo no início da partida na Suíça: o volante alemão Ilkay Gundogan e o meia-atacante português Bernardo Silva.

A grande novidade na escalação foi a presença de Gabriel Jesus, titular pela primeira vez desde que sofreu uma lesão no joelho esquerdo. Além disso, Danilo teve raro aproveitamento na função de origem, a lateral-direita. Já Fernandinho, lesionado, não foi relacionado.

Sem dificuldades, o City balançou as redes aos 8 minutos do primeiro tempo, em boa trama ofensiva, que terminou com Bernardo Silva cruzando da direita e encontrando Gabriel Jesus livre do lado oposto. O artilheiro apenas escorou para o fundo das redes, abrindo o placar.

Praticamente sem deixar o adversário tocar na bola, o time comandado por Guardiola seguiu dominando completamente o duelo. Aos 15, Bernardo Silva fez cruzamento espetacular pelo flanco destro do campo e achou Gundogan livre, para fuzilar em cima do goleiro Vaclik.

O Basel, assim como já havia feito na Suíça, sempre buscando o ataque, acabou deixando tudo igual aos 17, quando Riveros carregou pela esquerda, invadiu a área, e bateu prensado em cima de Stones. A bola sobrou para Elyounoussi encher o pé e estufar as redes.

Apesar de apresentar ritmo mais lento do que nas últimas partidas, os 'Citizens' seguiram dominando. As oportunidades de gol, no entanto, foram escassas, como aos 29, quando Gundogan apareceu em boas condições, após passe de Sané, mas acabou finalizando em cima da marcação.

O Basel, diante de um adversário atuando como se fosse um treino, até tentou se soltar. Aos 31, Elyounoussi foi acionado na área, frente a frente com Bravo, mas furou bisonhamente. Oito minutos depois, Riveros disparou pela esquerda e bateu para defesa segura do goleiro chileno.

Se o primeiro tempo não foi de grandes emoções, a etapa complementar foi jogada, ainda mais, como se as duas equipes esperassem o apito final. As oportunidades de gol se tornaram ainda mais raras do que nos primeiros 45 minutos.

No primeiro chute do segundo tempo, apenas aos 27, Lang recebeu no lado direito da área um belo passe de Elyounoussi e bateu cruzado, superando Bravo, que não teve chances de segurar a bomba do lateral-direito.

O gol, obviamente, empolgou os visitantes, que tantaram utilizar a tática do "abafa", pressionando a saída de bola. Os 'Citizens' ficaram muito perto de se aproveitar disso aos 35, em contra-ataque fulminante, em Díaz, que havia substituído Gundogan um pouco antes, recebeu na área e bateu firme, para boa defesa de Vaclik.

Nos minutos finais, o Basel se mostrou satisfeito com o resultado positivo, enquanto o time de Manchester pouco se esforçou para salvar o encerramento da série invicta como mandante. Antes do apito final, houve tempo ainda de Gabriel Jesus sair de campo sangrando no nariz, após choque com um adversário.


Ficha técnica:.

Manchester City: Bravo; Danilo, Stones, Laporte e Zinchenko; Gundogan (Díaz), Touré e Foden (Adarabioyo); Bernardo Silva, Gabriel Jesus e Sané. Técnico: Josep Guardiola.

Basel: Vaclik; Suchy, Frei e Léo Lacroix; Lang, Serey Dié, Zuffi e Riveros; Bua (Stocker), Elyounoussi e Oberlin (Van Wolfswinkel). Técnico: Raphael Wicky.

Árbitro: Pavel Kralovec (República Tcheca), auxiliado por Roman Slysko (Eslováquia) e Ivo Nadvornik (República Tcheca).

Gols: Gabriel Jesus (Manchester City); Elyounoussi e Lang (Basel).

Cartões amarelos: Gabriel Jesus (Manchester City); e Léo Lacroix (Basel).

Estádio: Etihad Stadium, em Manchester (Inglaterra). EFE


Leia também