Shanghai Shenhua suspende salário de jogador por 'comportamento abominável'

(11 mar) Qin Sheng recebe o cartão vermelho após pisar no adversário

O Shanghai Shenhua, time do craque argentino Carlos Tevez, anunciou, nesta terça-feira, que Qin Sheng teve o salário suspenso por tempo indeterminado, depois de uma pisada violenta no belga Axel Witsel, do Tianjin Quanjian FC.

O chinês foi suspenso por três jogos na Superliga Chinesa e o time quis dar o exemplo, punindo o meia com multa de mais de 40 mil euros, valor muito grande para um jogador do país.

Em comunicado, o Shenhua falou que o "comportamento abominável teve um impacto negativo enorme para o clube, assim como o conjunto do futebol chinês".

Se Qin não corrigir a postura, "vai ficar durante as próximas quatro temporadas no time reserva e vai se aposentar aos 35 anos", ameaçou o presidente Wu Xiaohui.

Qin pediu desculpas através de sua conta Weibo, uma rede social chinesa.

"Eu mostrei um comportamento severamente irracional no jogo, causando uma lesão a um rival, afetando o resultado do time e dando uma impressão negativa", afirmou o jogador, que aceitou o castigo imposto pelo clube.