Sevilla busca contra Leicester vaga histórica nas quartas de final da Champions

O técnico do Sevilla, Jorge Sampaoli

O Sevilla encara nesta terça-feira fora de casa o Leicester, na partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, com o objetivo de participar das quartas de final pela segunda vez em sua longa história.

A equipe andaluz não faz parte das oito melhores equipes da Europa desde a primeira edição da competição continental, na temporada 1957/1958, quando foi derrotada pela Real Madri nas quartas de final (8-0, 2-2).

O Sevilla visita o King Power Stadium de Leicester com a vantagem de ter vencido a partida de ida, em casa, por 2 a 1, mas, após dois empates seguidos na Liga Espanhola, se afastou do líder Real Madrid e do segundo colocado Barcelona, o que vem criando dúvidas sobre o estado atual da equipe.

- Mais protagonismo -

"A equipe fica muito ansiosa quando não tem capacidade de criar chances, e equipes muito organizadas nos machucam", declarou no sábado o técnico do Sevilla, Jorge Sampaoli, após o empate em 1 a 1 com o Leganés.

"Com este rendimento, vai se muito difícil passar de fase na Champions, porque são compromissos maiores com adversários que não vão te permitir o erro, então se não tivermos a possibilidade de conseguir um maior protagonismo na partida de terça-feira, vai ser muito difícil", completou o argentino.

Sampaoli reservou para esta partida alguns de seus principais jogadores, como o francês Samir Nasri e os zagueiros argentinos Nico Pareja e Gabriel Mercado, poupados diante do Leganés, enquanto Vitolo não jogou pela Liga Espanhol devido à suspensão.

O técnico argentino buscará na Inglaterra, onde o Sevilla nunca ganhou em quatro partidas oficiais, que sua equipe volta a ser dona da posse de bola. Para isso, aposta na dupla francesa no meio de campo, com Nasri e Steven N'Zonzi.

Segundo Sampaoli, o Sevilla "perdeu sua força futebolística" nas últimas duas partidas e vai ter que reencontrá-la ser quiser vencer o Leicester, que parece viver boa fase após a demissão do técnico Claudio Ranieri, substituído por Craig Shakespeare.

- Duas vitórias em dois partidos -

Shakespeare, confirmado como técnico do Leicester até o final da temporada, soma duas vitórias consecutivas na Premier League, contra Liverpool e Hull City (ambas por 3 a 1) e conseguiu tirar a equipe da zona de rebaixamento.

Confiante com a boa fase recente, o Leicester recebe na terça-feira o Sevilla com a missão de marcar pelo menos um gol para passar de fase, isso se não permitir que os espanhóis balancem as redes.

O Leicester terá a seu favor o fato de jogar diante de sua torcida em seu estádio, no qual venceu as três partidas que disputou na fase de grupos da Champions.

Os ingleses, que tiveram vários dias de descanso, devido ao adiamento da partida contra o Arsenal, apostaram todas as fichas no atacante Jamie Vardy, autor do gol em Sevilla que deu esperança ao Leicester, e de dois gols na vitória sobre o Liverpool, em 25 de fevereiro, pelo Campeonato Inglês.

- Prováveis escalações:

Leicester: Schmeichel - Simpson, Morgan, Huth, Fuchs - Drinkwater, Ndidi, Albrighton, Mahrez - Okazaki, Vardy. Entrenador: Craig Shakespeare

Sevilla: Sergio Rico - Mercado, Rami, Nico Pareja, Escudero - N'Zonzi, Iborra - Vitolo, Nasri, Jovetic - Ben Yedder. Entrenador: Jorge Sampaoli (ARG)

Árbitro: Daniele Orsato (ITA)