Sevilla bate Celta e encosta no Atlético de Madrid no Espanhol

O Sevilla segue brigando para terminar o Campeonato Espanhol como a terceira força do país. Nesta quinta-feira, o time da região da Andaluzia bateu o Celta por 2 a 1, no Ramón Sánchez Pizjuán e encostou no Atlético de Madrid. Joaquin Correa e Ben Yedder fizeram para os donos da casa enquanto iago Aspas descontou para os visitantes.

Com o resultado, o Sevilla chegou a 68 pontos e igualou a pontuação do Atlético de Madrid, que leva vantagem no saldo de gols e aparece na terceira posição. O Sevilla é o quarto colocado.

As duas equipes voltam a campo pelo Campeonato Espanhol na próxima semana. No domingo, às 15h45 (de Brasília), o Celta recebe o Athletic Bilbao e, na segunda-feira, às 16 horas (de Brasília), o Sevilla visita o Málaga.

O jogo – O Sevilla tomou conta da partida no primeiro tempo e buscou o gol desde o início. Embalado pelos dois gols marcados na última rodada, Ganso por pouco não abriu o placar na marca de 11 minutos. O meia brasileiro arriscou chute de longa distância e a bola passou raspando no travessão de Alvarez.

Os donos da casa voltaram a assustar o goleiro adversário aos 22 minutos. Iborra completou de cabeça um cruzamento da lateral do campo e acertou a trave direita. Na sequência, Jovetic tirou tinta do poste direito em finalização à queima-roupa.

Apesar das tentativas, o Sevilla esbarrava na forte marcação do Celta, que montou um verdadeiro ferrolho para impedir os ataques do adversário. A postura dos visitantes fez com que a primeira etapa terminasse sem gols.

No segundo tempo a história do jogo foi diferente. Logo com quatro minutos de bola rolando, Joaquin Correa invadiu a área pela direita, passou por dois marcadores e, cara a cara com o goleiro, bateu forte pelo alto para abrir o placar. A resposta do Celta veio na sequência. Aos oito minutos, Iago Aspas deixou tudo igual em cobrança de pênalti.

A reação do Celta, entretanto, foi freada na marca de 11 minutos, quando Hernandez recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso da partida. Com um jogador a mais em campo, o Sevilla voltou a pressionar o rival. Escudero e Nasri acertaram o travessão em um intervalo de cinco minutos até que, aos 34, o meia francês serviu o compatriota Ben Yedder, que definiu a vitória do Sevilla.