Sevilla anuncia saída de diretor esportivo Monchi

(Arquivo) Foto tirada em 8 de fevereiro de 2017 mostra o diretor esportivo do Sevilla Ramon Rodriguez Verdejo 'Monchi', em Sevilha

O Sevilla anunciou, nesta quinta-feira, que o diretor esportivo Ramón Rodríguez Verdejo 'Monchi' vai deixar o cargo depois de 17 anos, período que ganhou grande prestígio internacional.

"O Sevilla e 'Monchi' chegaram a um acordo para a saída do diretor geral esportivo, aprovado pelo Conselho de Administração reunido na tarde desta quinta-feira", explicou o clube andaluz. A equipe chamou os jornalistas para uma coletiva de imprensa na sexta-feira, onde serão revelados maiores detalhes.

Monchi, que foi goleiro do Sevilla entre 1990 e 2000, e o presidente José Castro estarão presentes na sabatina com os jornalistas.

Desde assumiu a função no ano 2000, Monchi guiou o clube para a fase mais brilhante de sua história, principalmente com cinco títulos da Liga Europa em 2006, 2007, 2014, 2015 e 2016. Os dois primeiros ainda eram chamados como Copa da Uefa.

O sucesso internacional do time abriu os olhos das grandes equipes para o trabalho de Monchi, que tem talento para contratar e também para conseguir milhões de euros para o clube na venda dos jogadores.

Aletas como o brasileiro Daniel Alves, Sergio Ramos e o croata Ivan Rakitic deram o salto para o primeiro escalão do futebol mundial dentro do estádio Sánchez Pizjuán.

A imprensa espanhola publicou que o próximo clube de Monchi vai ser a Roma, da Itália.