Sevilla adverte AFA sobre tentativa de aliciar Sampaoli

O argentino Jorge Sampaoli

O Sevilla alertou nesta quarta-feira a Associação Argentina de Futebol (AFA) que qualquer reunião com o técnico do clube andaluz, Jorge Sampaoli, para tentar contratá-lo para a seleção argentina será "inaceitável" e "uma falta de respeito".

Após a demissão de Edgardo Bauza, na segunda-feira, a AFA está em busca de um técnico que consiga classificar a seleção de Lionel Messi e companhia à Copa do Mundo da Rússia, no ano que vem.

Nos bastidores, Sampaoli aparece como favorito para assumir o cargo e conta com o apoio de Messi, capitão da Argentina. Contudo, o técnico tem contrato com o Sevilla até 30 de junho de 2018.

Esses rumores não foram bem vistos no Sevilla, quarto colocado do Campeonato Espanhol, que publicou um contundente comunicado em que manifesta ser contrário a uma eventual reunião na Espanha entre o presidente da AFA, Claudio Tapia, e Sampaoli.

"O Sevilla consideraria uma falta de respeito, algo inaceitável, qualquer reunião ou contato destinado a fazer com que o técnico proceda à ruptura contratual com este clube", anunciou o Sevilla.

O clube afirmou ter manifestado sua posição por escrito, em carta enviada na quarta-feira à AFA, e concluiu a mensagem afirmando que "não hesitará em fazer valer seus direitos".

No ano passado, a AFA já havia tentado contratar Sampaoli para o lugar de Gerardo Martino, que acabara de renunciar ao cargo.

Sampaoli acabou recusando a proposta, porque tinha acabado de assinar contrato com o Sevilla.