Sette Câmara fala de pequena chance de Tardelli no Galo e chama torcedor que o filmou de 'chato de galocha'

Valinor Conteúdo
LANCE!
Tardelli estará no Mineirão para reencontrar o torcedor atleticano antes do jogo com a Veterana-(Foto: Bruno Cantini/CAM)
Tardelli estará no Mineirão para reencontrar o torcedor atleticano antes do jogo com a Veterana-(Foto: Bruno Cantini/CAM)


O discurso do presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, está se adaptando ao gosto do torcedor quando o assunto é Diego Tardelli. Após a polêmica surgida com um vídeo na internet em que pergunta se o clube é asilo para um jogador de 36 anos(34 na verdade), o mandatário comentou que existe chance dele vir para o Galo, mas são pequenas.

Sette Câmara disse, porém, que o ídolo atleticano teria de baixar a pedida salarial para poder iniciar uma negociação com o alvinegro. O dirigente atleticano também falou sobre o vídeo que viralizou e chamou o torcedor que o filmou de “chato de galocha”, pois o teria importunado o voo todo com a história de Tardelli.


-É um chato de galocha que ficou enchendo meu saco o tempo inteiro. Fui no banheiro fazer xixi, e o cara me enchendo a paciência. Então, tem hora que você fala certas coisas até para se livrar desse tipo de chato. O Tardelli é um jogador muito querido, sou fã dele, tenho certeza absoluta que ele foi abordado várias vezes e já falou alguma coisa para se livrar. Mas tenho carinho por ele, muito respeito, é um jogador que tem mercado. Mas ele teria que baixar muito a pedida salarial dele. Muito difícil que aconteça, mas quem sabe!?-disse Sette Câmara durante o Troféu Guará, promovido pela Rádio Itatiaia.




O frisson em torno de Tardelli no Atlético-MG surgiu outra vez após o jogador rescindir o seu contrato com o Grêmio, onde disputou a temporada 2019. A passagem do atacante, de 34 anos, pelo time gaúcho não foi boa, com 47 jogos e marcando sete no Tricolor.


Diego Tardelli tem pelo Atlético duas passagens de sucesso pelo Galo. De 2009 a 2011 e de 2013 a 2015, pode ser medido em títulos e gols. No Galo, ele conquistou a Copa Libertadores (2013), Recopa Sul-Americana (2014), Copa do Brasil (2014), e dois Campeonatos Mineiros (2010 e 2013), marcando 110 gols em 219 partidas.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também