Sette Câmara explica demissão de Dudamel e cutuca rival: 'Não vamos Cruzeirar'

Valinor Conteúdo
LANCE!


O presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, deu uma entrevista coletiva nesta sexta-feira, 28 de fevereiro, dando explicações sobre a saída de Rafael Dudamel do cargo de treinador do time alvinegro, como tem conduzido sua gestão e até deu uma cutucada no rival Cruzeiro, quando citou a situação financeira do Galo.

- Nós recebemos o Atlético numa situação muito pior do que o nosso adversário lá estava no ponto de vista financeiro. Mas nós não fizemos loucuras, não saímos fazendo contratações como muita gente pede e insiste para serem feitas, criando expectativas que não se realizam e que depois viram frustrações. E nós é que somos os alvos de críticas por conta disso. Torcedor, pode ter certeza que nós lutamos e trabalhamos por ele. Sei que eu, como dirigente e torcedor que sou, também estou chateado, como o atleticano. Sofri muito com o que ocorreu(as eliminações). Mas aqui no Atlético nós não vamos ‘cruzeirar’. Significa dizer que aqui nós não vamos fazer nenhum tipo de loucura, nenhum tipo de contratação que esteja acima das condições do clube. Não vamos deixar acontecer no Atlético o que aconteceu do lado de lá - disse.

Em relação a Dudamel e Rui Costa, Sette Câmara deixou claro que os resultados e desempenho do time foram os principais fatores para a demissão do treinador e do diretor de futebol, que deixou o cargo na última quarta-feira, 26, após a eliminação na Copa do Brasil para o Afogados.

- O resultado, quando não vem, a gente cobra não só do treinador. A gente cobra da diretoria de futebol. Quando o desempenho da comissão técnica não é satisfatório, temos que corrigir o que está errado. No nosso modo de entender, não aconteceu como deveria. Esses fatores, as eliminações, já são suficientes para você tomar alguma medida. Não têm cabimento. Mas, mais do que isso, não foram apenas os resultados, mas também o desempenho do time. Um desempenho pífio em relação ao elenco que o Atlético - explicou presidente.






Cuidados com o clube e conhecimento de Dudamel

Sette Câmara foi questionado sobre se a vinda de Dudamel tinha sido no escudo, já que, supostamente ele não teria conhecimento do elenco alvinegro, o que foi rechaçado pelo dirigente do Galo.

-Desde a 1ª vez que conversamos com Dudamel, ele demonstrou um conhecimento absurdo sobre nosso plantel. Se apresentou bastante informado. Se escalou esse ou aquele, foi porque, na avaliação dele, aquele tinha passado mais confiança. Não por desconhecimento-disse.

O mandatário do Galo encerrou sua fala no CT atleticano defendendo sua gestão, que se encerra no fim de 2020 e negando que possa haver qualquer chance de Dudamel voltar a comandar o time, como estaria sendo ventilado como um pedido dos jogadores.

- Isso aqui não é a casa da mãe Joana. Quando eu tomo uma decisão, está tomada e ponto final. Isso jamais aconteceria. Até o último dia em que eu estiver aqui junto com o Lásaro(Cândido vice-do clube), o torcedor pode ter certeza de que isso aqui vai estar sendo muito bem cuidado, com responsabilidade. Peço desculpas se o resultado não vem, mas é ponto. Porque a parte, de modo geral, de gestão do clube está sendo muito bem cuidada, mesmo diante de todas as dificuldades que estamos encontrando - completou.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também