Série de demissões no Corinthians começa com gerente da base

Jorge Nicola
·1 minuto de leitura
Yamada ficou quase quatro anos à frente da base alvinegra (Reprodução)
Yamada ficou quase quatro anos à frente da base alvinegra (Reprodução)

A reformulação no Corinthians começou nesta segunda-feira. Em meio à promessa de muitas demissões, o gerente das categorias de base do clube, Yamada, foi desligado de forma oficial no fim da tarde, depois de uma reunião entre os diretores da pasta. 

Ex-empresário de futebol, Yamada foi contratado em maio de 2017 para dar sequência ao trabalho de Fabio Barrozo, que havia garantido um recorde de títulos e convocações de jogadores da base para a seleção brasileira. Mas, na prática, nada funcionou.

Leia também:

Além da falta de conquistas no sub-20 e no sub-17 - o máximo foram alguns vice-campeonatos -, a base alvinegra ainda colecionou vexames históricos, como a eliminação para o União ABC, em março, pela Copa do Brasil.

Dias atrás, Yamada embarcou com Jaça e Osvaldo Neto, responsáveis pelo departamento de futebol amador, rumo ao Oriente Médio, em busca de parcerias e vendas de atletas. 

A tendência é que outros funcionários da base, e também do profissional, sejam desligados até o mês de abril. A ideia é economizar cerca de R$ 3 milhões por mês com a folha de pagamento.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola