Sergio Ramos: "Estou mais forte e magro do que antes da quarentena"

Goal.com

Após o início da pandemia do novo coronavírus, a maioria dos países adotou medidas de distanciamento e de isolamento social, o que acabou sendo difícil para boa parte das pessoas, principalmente pela grande mudança de rotina. E para os jogadores de futebol e os atletas, de maneira geral, o desafio para permanecer em forma fica ainda mais complicado.

Mas esse não é o caso de Sérgio Ramo, zagueiro do Real Madrid. Desde o início da quarentena, o jogador vem publicando diversas fotos e vídeos em sua academia particular, sempre treinando forte para seguir bem preparado. 

O capitão merengue deu uma entrevista a Real Madrid TV e explicou como está sendo sua rotina de treinos e garantiu que está melhor preparado fisicamente do que estava antes do início do confinamento.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Acho que estou mais magro do que antes da quarentena", afirmou o jogador. "Demos tanta importância e seriedade a essa situação que, depois de perder a rotina de Valdebebas [centro de treinamento do Madrid] e os jogos, colocamos muita ênfase na manutenção da dieta, do descanso e, claro, do trabalho”.

Mas Sergio Ramos foi além e disse que está mais forte inclusive do que no meio da temporada. Ele explicou que pela alta quantidade de jogos, não sobra muito tempo para focar em exercícios de força.

"Eu estou mais magro do que no meio da temporada, porque quando você joga a cada três dias, não sobra tempo, só dá para manter forma e prevenir contra lesões, que a fadiga não gere uma lesão. Basicamente, estou mais forte".

Agora, momento em que muitos países, como a Espanha, estão apresentando uma redução no número de novos casos e de mortes, o isolamento social pode começar a ser reduzido, com uma reabertura econômica gradual. Por isso, Ramos explicou que vai diminuir sua carga de treinos de força e aumentar a de exercícios cardiovasculares, para não ficar muito pesado quando voltar.

“Nas primeiras semanas, sabíamos que demoraria muito tempo. Agora, vemos um pouco de luz no fim do túnel e deixamos a academia um pouco mais de lado por exercícios de cardio e com bola, para não voltar inchados, forte demais", explicou.

Leia também