'Senti a pressão', admite Swiatek após queda no Australian Open

Tennis Australia


A polonesa Iga Swiatek, número 1 do mundo, admitiu ter sentido a pressão na derrota para a cazaque Elena Rybakina, 25ª colocada, na noite de sábado, tarde de domingo no horário de Melbourne, na Austrália.

A cazaque, campeã de Wimbledon, marcou 2 sets a 0 com um duplo 6/4 e eliminou nas oitavas de final a campeã de Roland Garros e do US Open que havia vencido 67 dos 76 jogos da temporada passada.

"Sem dúvida as últimas duas semanas foram bem duras para mim. Então eu senti hoje que não tinha muito a tirar de mim em lutar ainda mais...eu senti que dei um passo atrás em termos de vir a estes torneios e talvez queria um pouco de forma mais dura. Preciso relaxar um pouco mais.

"Senti a pressão e senti que 'não quero perder' em vez de 'quero vencer'. Acho que essa é a base do que devo focar nas próximas semanas."

A tenista comparou com Wimbledon do ano passado onde vinha de 37 vitórias seguidas com seis títulos e acabou eliminada: "Não vejo muitas semelhanças, honestamente", disse Swiatek: "Sinto que é muito fácil. Só desperdicei muita energia antes do torneio e durante os primeiros dias do torneio para me preocupar... É apenas um período de tempo diferente para mim".

"Antes do US Open, eu era capaz de deixar para lá porque joguei muito mal em Toronto e Cincinnati, e isso me ajudou a recomeçar e começar o US Open sem realmente esperar muito de mim. Aqui foi diferente, então não estou conectando, tipo, o Aberto dos Estados Unidos com a sequência ininterrupta. Não estou comparando essa situação com minha derrota em Wimbledon."