Semifinalista da Libertadores com o Barcelona-EQU, técnico Fabián Bustos entra na mira de clubes brasileiros

·1 min de leitura


O argentino Fabián Bustos, de 52 anos, atual treinador do Barcelona-EQU, pode ser o próximo estrangeiro a trabalhar no futebol brasileiro. O semifinalista da última Libertadores da América recebeu sondagens de clubes do Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, e alguns contatos evoluíram para negociações que estão em andamento. Bustos vê a possibilidade com bons olhos, embora tenha contrato em vigor com o Barcelona.

>>> Diego Costa e Atlético acertam rescisão, PSG quer Zidane, Fluminense recusa proposta por Nino… O dia do Mercado!



Formado pela 'escola argentina' de técnicos, Bustos consolidou a carreira no Equador. Depois de levar o modesto Delfin ao título equatoriano da temporada 2018/2019, o treinador assumiu o Barcelona, clube mais popular do país, onde também se sagrou campeão nacional e fez grandes campanhas na Libertadores, acumulando mais de U$ 11 milhões em premiação.

Em 2021, o Barcelona passou em primeiro lugar em um grupo com Boca Juniors e Santos e, no mata-mata, eliminou Velez Sarsfield e Fluminense. A equipe só foi eliminada para o Flamengo, mas deixou boa impressão nos dois jogos.

Em 2020, Bustos foi eleito o melhor treinador do Equador pela imprensa local e o segundo melhor do continente, ficando atrás apenas de Marcelo Gallardo, pelo jornal El Pais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos