Sem vencer há três jogos, Grêmio é dependente de Miller Bolaños

O Grêmio empatou nesta quarta-feira (22), em 1 a 1, com o Novo Hamburgo. É o terceiro empate seguido do time gaúcho, desde a vitória por 2 a 0 sobre o Zamora, na Libertadores. Em comum, esses tropeços tiveram a ausência do equatoriano Miller Bolaños ou em um dos casos, a sua atuação abaixo do esperado.

Quando o meia-atacante joga bem, tal qual acontecia com Douglas, que está lesionado, o Tricolor também tem bom desempenho coletivamente. Existe uma Bolañosdependência no Tricolor, ele, como fazia o Maestro, é quem faz o time chegar rápido ao ataque, é o centro criativo da equipe.

Renato Gaúcho - Grêmio

(Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação)

VEJA TAMBÉM:
Tite enaltece postura do Brasil | Repercussão de Uruguai x Brasil | Uefa multa Barça após invasão

Renato Gaúcho esperava perder Bolaños por três jogos, mas como o jogador recebeu amarelo pelo Equador, jogando contra o Paraguai, sendo suspenso, o Grêmio não descarta que ele volte a Porto Alegre ainda nesta sexta-feira (24), após uma partida de desfalque, e vire opção contra o Juventude, neste sábado (25), na Arena, pelo Gauchão.

Sem ele, o treinador gremista recusou Luan para a linha do meio-campo e utilizou Barrios, agora também machucado. Contra o time de Caxias do Sul, se Bolaños não começar jogando, a tendência é de que o camisa 7 siga no meio, tendo Everton mais à frente.