Sem vencer há seis jogos, Inglaterra estreia na Copa à espera de gols de Kane

Kane é a principal esperança da Inglaterra na Copa do Mundio (Foto: Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images)
Kane é a principal esperança da Inglaterra na Copa do Mundio (Foto: Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Vivendo um momento muito ruim nos resultados obtidos em campo, a Inglaterra é a primeira das seleções campeãs do mundo a estrear na Copa do Mundo.

O adversário, nesta segunda-feira (21), é o Irã, às 10h (de Brasília), no estádio Khalifa, na capital Doha.

A equipe comandada pelo treinador Gareth Southgate, que vinha tendo boas performances em torneios importantes, chega ao Mundial com uma sequência de seis jogos sem vitória.

A série negativa (três empates e três derrotas), sempre em partidas da Liga das Nações, resultou no rebaixamento do English Team no torneio continental.

Leia também:

A última vez que a Inglaterra ficou seis jogos consecutivos sem ganhar foi há quase 30 anos, em 1993, com três empates e três derrotas. Um dos empates (1 a 1) ocorreu contra o Brasil de Carlos Alberto Parreira, que faturaria o tetra em 1994.

O cenário atual é inesperado para uma seleção que vinha fazendo bonito na gestão Southgate, com a semifinal na Copa de 2018, na Rússia (acabaria em quarto lugar), e o vice-campeonato na Eurocopa 2020 (disputada em 2021 devido à pandemia de coronavírus), perdendo nos pênaltis para a Itália, em Londres.

A Euro foi a melhor oportunidade que a seleção inglesa teve de derrubar o jejum de títulos que perdura desde o Mundial de 1966, quando superou a Alemanha na final, em casa.

Para encerrar a má fase, a Inglaterra aposta nos gols do centroavante Harry Kane, 29. O jogador do Tottenham foi o artilheiro da Copa de 2018, com seis gols (três deles de pênalti). Atualmente, é vice artilheiro da Premier League, com 12 gols.

Ele deve entrar em campo com a tarja de capitão com as cores do arco-íris, símbolo do movimento LGBTQIA+, em protesto contra o país-sede do Mundial, que repreende a homossexualidade.

Os torcedores ingleses também depositam esperança nas atuações de Jude Bellingham, 19. O volante do Borussia Dortmund, que defende e ataca com eficiência, é um dos candidatos a melhor jogador jovem do Mundial.

Além da Inglaterra, dos países que já ganharam a Copa, seis estão no torneio deste ano: Brasil, Argentina, Alemanha, Espanha, França e Uruguai. A Itália não se classificou.

Já o Irã, um dos azarões desta Copa, estará satisfeito com um empate diante dos ingleses.

Comandada pelo técnico português Carlos Queiroz, os iranianos podem começar a partida com: Beiranvand, Jahanbakhsj, Moharrami, Pouraliganji, Khalizadeh, Hasiafi, Taremi, Ezatolah, Amiri, Nourallahi e Azmoun.

A Inglaterra, por sua vez, deve ir a campo sem o lateral-direito Kyle Walker, do Manchester City, que ainda avança na recuperação de uma cirurgia na virilha esquerda, e o meio-campista James Maddison, do Leicester, que se recupera de uma lesão no joelho.

O técnico Gareth Southgate deve começar a partida com: Jordan Pickford; Eric Dier (Kieran Trippier), John Stones, Harry Maguire e Luke Shaw; Jude Bellingham, Declan Rice e Phil Foden, Mason Mount e Rahem Sterling; Harry Kane.

Estádio: Khalifa international Stadium, em Al Rayyan (Qatar)

Horário: Às 10h (de Brasília) desta segunda-feira (21)

Árbitro: Raphael Claus (Brasil)

VAR: Leodan Gonzalez (Uruguai)

Transmissão: Globo, SporTV e Globoplay