Sem Sobis, suspenso, Cruzeiro 'quebra a cabeça' para montar ataque encarar o Patrocinense

Valinor Conteúdo
·1 minuto de leitura


O Cruzeiro terá de vencer o Patrocinense, no domingo, 25 de abril, para garantir sua vaga nas semifinais do Campeonato Mineiro. A Raposa está na terceira colocação, com 17 pontos, e tem as ameaças de pelo menos quatro times (Tombense, URT, Caldense e Pouso Alegre) que podem deixar a Raposa de fora dos mata-mata pelo segundo ano seguido.

E o time comandado por Felipe Conceição não terá Rafal Sobis, suspenso, após levar o terceiro cartão amarelo diante do Pouso Alegre.

Outra possível ausência é de William Pottker, que será julgado pelo TJD-MG pela confusão no clássico contra o Galo, quando o atacante brigou com Hulk, do Atlético-MG, com ambos expulsos.

Com esses cenários, Conceição terá de pensar a formação do seu setor ofensivo com algumas possibilidades. Marcelo Moreno, Bruno José, Airton, Thiago e até mesmo Pottker, caso seja absolvido, disputam uma vaga no ataque celeste.


O ataque do Cruzeiro ainda está devendo na temporada, pois marcou apenas dez gols, sendo oito no Estadual e dois na Copa do Brasil. O setor é um contraste da defesa, que sofreu apenas seis gols em 12 jogos.