Sem resposta positiva de empréstimo, Duílio vê Arthur Cabral distante do Corinthians

·3 min de leitura
Arthur Cabral entrou na pauta do Timão (Foto: Reprodução / Instagram)


Após afirmar que o Corinthians não contratará o atacante Diego Costa, o presidente do Timão, Duílio Monteiro Alves, deu detalhes sobre o interesse do clube no atacante Arthur Cabral, ex-Palmeiras que atua no Basel, da Suiça.

> GALERIA: Timão ativo no mercado para “se livrar” de atletas fora dos planos

Em entrevista ao "ge", Duílio descartou a possibilidade de comprar o atleta de 23 anos devido aos preços especulados, mas não fechou as portas para um possível empréstimo.

- Excelente jogador, jovem, forte, com gols. Mas tem contrato vigente. Falam em 15 milhões de euros, não faremos esse investimento. Lógico que nos ajudaria, mas a chance de compra é impossível. Não faremos uma dívida desse tamanho. Se tiver chance de empréstimo, poderia, sim, ser um jogador. Com perfil diferente dos que vinham sendo citados - ponderou o mandatário.

Contudo, Duílio confirmou que os suíços não responderam ao interesse do Timão, e aguardam o desfecho da janela europeia para vendê-lo.

- O Basel nunca abriu porta para o empréstimo. Fizemos consulta, não tivemos resposta positiva de um empréstimo. Janela da Europa fecha no dia 31, clube vai esperar a possibilidade de uma venda, para depois ver a possibilidade do empréstimo - explicou.

> TABELA: Confira e simule os jogos do Timão no Campeonato Paulista 2022

Os valores assustaram a diretoria do Time do Povo pois Arthur está valorizado no mercado. Com 27 gols em 34 jogos pelo Basel, ele virou alvo do Barcelona, assim como de outros equipes europeias.

No entanto, o centroavante de 23 anos vê com bons olhos um retorno ao Brasil pois acredita em suas chances de disputar a Copa do Mundo, e uma convocação seria mais fácil atuando em território brasileiro.

Porém, o Corinthians adotou um modus operandi no mercado para não se complicar financeiramente: o clube não tem ido atrás de jogador no mercado, tem aguardado liberações contratuais, como aconteceu com Paulinho.

No caso do novo camisa 15, o Grupo Taunsa está ajudando em boa parte dos vencimentos do meia, e o Timão busca contratar seu centroavante nos mesmos moldes.

E esse é o grande entrave entre Corinthians e Arthur Cabral. Além de estar sob contrato com os suíços até junho de 2023, na visão de Duílio, os parceiros comercias do clube estariam dispostos a ajudar nas negociações envolvendo nomes mais consolidados como Cavani e Diego, mas não com o centroavante do Basel.

- O que deixamos muito claro é que esses grandes nomes, como Cavani e Diego, têm potencial de marketing. As empresas querem um nome de impacto para que tenha retorno. É preciso um jogador com muita mídia para que paguem o salário. Se o Arthur viesse, e não tivesse essa marca, com tanto peso, teria que se encaixar na nossa folha salarial. Existe essa chance de achar um centroavante que façamos a contratação, sem compra, e faria isso sozinho, mas temos que ter o valor do salário do atleta dentro da nossa folha para não descumprir o teto - concluiu o presidente.

Até agora, o clube do Parque São Jorge anunciou três reforços para a próxima temporada: o lateral Bruno Melo, o zagueiro Robson Bambu e o meia Paulinho. A tendência é que nos dias seguintes seja confirmado o negócio pelo goleiro Ivan, da Ponte Preta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos