Sem poder de reação? Vasco virou apenas uma partida nesta Série B

·3 minuto de leitura


Conhecido por sua torcida como o time da virada, o Vasco não tem tido poder de reação nesta edição da Série B. Com uma irregular campanha, que tem desagrado os torcedores, a equipe virou apenas uma partida em vinte jogos: no duelo contra o Brasil de Pelotas, no Bento Freitas, pela terceira rodada. Sair atrás no placar tem sido sinônimo de empate ou derrota na campanha cruz-maltina.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro


Dos vinte jogos disputados até o momento, o Gigante da Colina saiu atrás em oito (Operário (2), Brasil de Pelotas, Avaí, Goiás, Náutico, Botafogo e Remo), mas só conseguiu virar para cima dos gaúchos. Essa falta de poder de reação é notória, já que a equipe tem enfrentado muitos problemas defensivos e desgaste emocional dos mais jovens.

+ Matemático aponta 10% de chances, no momento, para o Vasco subir à Série A do Campeonato Brasileiro

Na última partida, contra o Operário (PR), o Vasco até começou bem, mas por um erro individual de Marquinhos Gabriel, o Fantasma saiu na frente. Depois disso, a equipe carioca praticamente se apagou no jogo, não tendo qualquer reação. Só no segundo tempo, já perdendo de 2 a 0, o time voltou a levar perigo ao adversário.

Algo semelhante aconteceu no primeiro turno, quando na estreia, o time foi totalmente dominado pelos paranaense, ainda na época do técnico Marcelo Cabo. Com Lisca, contra o Londrina, o time vencia em casa, mas assim que tomou o empate por uma falha individual de Lucão, se desorganizou com facilidade e levou a virada.

Diante disso, Lisca pretende fazer mudanças no elenco e criar um grupo mais 'cascudo' para a sequência da competição. De acordo com a visão do treinador, a Série B é diferente e em determinados momento o jogo físico predomina. Muitos jovens do elenco vascaíno jamais disputaram a competição e podem ser queimados ao sentirem a pressão.


+ Em rede social, Conmebol relembra conquista da Libertadores do Vasco em 1998, que completa 23 anos


Até o momento, o clube não anunciou nenhuma contratação oficial, porém os jovens Juninho e MT voltaram para a equipe Sub-20 e a tendência é que sejam reavaliados pelo Departamento de futebol em outro momento. Com uma semana inteira para trabalhar pela primeira vez desde que chegou, Lisca terá mais tempo para corrigir os erros defensivos e dar mais intensidade ao time.

No próximo domingo, o Vasco recebe a Ponte Preta, às 16h, em São Januário. Sem vencer há três partidas, chegou o momento de virar a chave e reencontrar o caminho das vitórias, mesmo que não seja com um ótimo desempenho. A equipe precisa urgentemente pontuar e ser competitiva para o pelotão da frente não abrir uma vantagem que fiquei inalcançável.

+ Vasco terá duas baixas e um retorno no confronto com a Ponte Preta

Depois do duelo com a Macaca, o time voltará a campo na sexta, dia 3 de setembro, contra o Brasil de Pelotas, às 19h, também na Colina Histórica. Dois triunfos seguidos fará com que o time chegue aos 34 pontos e volte a encostar nos quatro primeiros. em seguida, serão duas viagens para confrontos diretos contra o Avaí, na Ressacada, e o CRB, no Rei Pelé.

Confira a estatística das vitórias do Vasco na Série B

Brasil de Pelotas 1 x 2 Vasco - Vasco virou;
Vasco 3 x 0 CRB - Vasco saiu na frente;
Vasco 2 x 1 Brusque - Vasco saiu na frente;
Vasco 1 x 0 Confiança (SE) - Vasco saiu na frente;
Vasco 1 x 0 Sampaio Corrêa - Vasco saiu na frente;
Vasco 4 x 1 Guarani - Vasco saiu na frente;
Vitória 0 x 1 Vasco - Vasco saiu na frente;
Vasco 1 x 0 Vila Nova (GO) - - Vasco saiu na frente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos