Sem poder contratar, base vira 'salvação' do Santos no meio-campo


O técnico Jesualdo Ferreira espera contar com a base para solucionar um dos maiores problemas do Peixe no elenco: a falta de meio-campistas. Com a saída de Evandro, que não teve seu contrato renovado, e punido pela Fifa, sem poder registrar novos jogadores, o Santos aposta na base para suprir essa carência da equipe.

Quatro jovens estão de olho nessa situação: Anderson Ceará, Ivonei, Lucas Lourenço e Sandry.

O primeiro teve uma oportunidade no profissional em 2018, sob o comando do técnico Cuca. Porém, uma ruptura no ligamento do joelho direito do jogador de 21 anos interrompeu uma possível sequência no time principal. Com Jesualdo, foi relacionado para partidas do Campeonato Paulista, mas não chegou a ser utilizado. Ceará tem contrato com o Santos até o fim de junho de 2021 e o clube tenta uma renovação.

Já Ivonei, de 18 anos, chegou a ser relacionado na época de Sampaoli, mas não chegou a entrar em campo. Neste ano, Ivonei se destacou na Copinha e depois foi promovido ao time B. Ivonei tem contrato com o Santos até 2023 e multa rescisória de 100 milhões de euros (quase R$ 600 milhões, na cotação atual).

Lucas Lourenço, companheiro de Rodrygo e Yuri Alberto na base, ainda não conseguiu engrenar na equipe profissional. O meia disputou uma partida pelo time principal no fim de 2018, mas voltou a base no ano passado. Está na equipe B do Santos e tem contrato até setembro de 2022.

Para completar, Jesualdo pode contar com Sandry, de apenas 17 anos. No início de 2020, com a chegada de Jesualdo Ferreira no comando da equipe, o meia tem mostrado serviço, inclusive estreando como titular, na quarta rodada do Paulistão, quando o Peixe foi derrotado por 2 a 0 contra o Corinthians, em Itaquera.

Contudo, a paralisação do futebol brasileiro há três meses, por conta da pandemia do novo coronavírus, interrompeu também a sequência de trabalho do jogador. Mesmo assim, o camisa 38 não mudou os seus objetivos com a camisa santista nesta temporada.

– Os planos continuam os mesmos. Eu acho que quem joga no Santos, os objetivos precisam ser sempre vencer partidas e ganhar títulos. Individualmente, o meu (objetivo) é me firmar ainda mais no elenco – disse com exclusividade ao LANCE!.














Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também