Sem Neymar, Tite recorre à base para jogos contra Equador e Paraguai pelas Eliminatórias

·3 min de leitura
(arquivo) O técnico do Brasil, Tite, dá instruções durante o jogo das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 contra a Argentina no Estádio San Juan del Bicentenario, em San Juan, Argentina, em 16 de novembro de 2021 (AFP/Juan Mabromata) (Juan Mabromata)

Sem o lesionado Neymar, ausente das quadras desde o final de novembro, o técnico da seleção brasileira Tite convocou nesta quinta-feira a base que garantiu a classificação antecipada para a Copa do Mundo do Catar para os jogos das eliminatórias sul-americanas contra Equador e Paraguai.

Lesionado no tornozelo esquerdo durante um jogo do Paris Saint Germain no campeonato francês no dia 28 de novembro, o craque ficará de fora dos dois primeiros jogos da Seleção em 2022: a visita aos equatorianos no dia 27 de janeiro em Quito e a partida em casa contra os paraguaios no dia 1º de fevereiro, em Belo Horizonte.

"A atenção e preocupação que eu tenho é da saúde dele estar boa. Esse é o detalhe. A partir daí, os estágios para que possa chegar bem na sua melhor condição técnica", disse o técnico durante uma coletiva de imprensa no Rio de Janeiro.

'Ney' também esteve ausente devido ao desconforto físico da última partida do Brasil, o empate em 0 a 0 contra a Argentina de Lionel Messi em San Juan, em novembro, mas a expectativa e de que esteja recuperado para a partida de ida da 16ª rodada da Liga dos Campeões, em 15 de fevereiro, onde o PSG vai encarar o Real Madrid.

- Vacinação de Lodi -

Sem o camisa 10, cuja ausência se soma às de outros titulares de Tite como os atacantes Richarlison e Roberto Firmino, o líder invicto das eliminatórias (11 vitórias e dois empates) vai confiar no ataque em Vinicius Jr, Gabriel Jesus, Antony, Philippe Coutinho e 'Gabigol'.

Outro destaque é a presença do atacante do Real Madrid, Rodrygo, que não era convocado desde a primeira rodada da eliminatória, em outubro de 2020.

A defesa volta a ser liderada por Marquinhos, Thiago Silva e Casemiro, além de Daniel Alves e Alex Sandro. O lateral-direito titular, Danilo, não foi convocado devido a uma lesão.

O canhoto Renan Lodi não foi levado em conta porque não está totalmente vacinado contra a covid-19, disse Tite.

"Entendo que a vacinação é uma responsabilidade social", disse o técnico, que garantiu ainda que o jogador também terá problemas para entrar no Equador e restrições no Brasil.

O coordenador da seleção, Juninho Paulista, especificou que o jogador do Atlético de Madrid recebeu a primeira dose do imunizante no dia 10 de janeiro.

"Temos nossa opinião, mas não obrigamos nenhum atleta a ser vacinado", disse o assistente técnico César Sampaio.

Para a penúltima rodada dupla das eliminatórias, o Brasil contratou um voo que partirá de Madri no dia 25 de janeiro para levar os jogadores que atuam na Europa diretamente a Quito, explicou Juninho.

--- Lista de convocados:

Goleiros: Alisson (Liverpool, ING), Ederson (Manchester City, ING), Weverton (Palmeiras).

Defensores: Marquinhos (PSG, FRA), Thiago Silva (Chelsea, ING), Éder Militão (Real Madrid, ESP), Gabriel Magalhães (Arsenal, ING), Dani Alves (Barcelona, ESP), Emerson (Tottenham, ING), Alex Sandro (Juventus, ITA), Alex Telles (Manchester United, ING).

Meias: Casemiro (Real Madrid, ESP), Fabinho (Liverpool, ING), Bruno Guimarães (Lyon, FRA), Gerson (Olympique de Marselha, FRA), Fred (Manchester United, ING), Philippe Coutinho (Aston Villa, ING), Lucas Paquetá (Lyon, FRA), Everton Ribeiro (Flamengo).

Atacantes: Raphinha (Leeds, ING), Antony (Ajax, HOL), Rodrygo (Real Madrid, ESP), Gabriel Jesus (Manchester City, ING), Vinicius Jr (Real Madrid, ESP), Matheus Cunha (Atlético de Madrid, ESP), Gabriel Barbosa (Flamengo).

raa/app/ol/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos