Sem moto, Zarco ‘vende peixe’ por vaga na Honda: “Eu seria a pessoa certa”

Redação GP

Johann Zarco segue em plena campanha por uma vaga na MotoGP. Depois de abrir mão de um lugar na KTM, o #5 ganhou uma segunda chance ainda em 2019 ao ser escalado pela LCR para substituir o lesionado Takaaki Nakagami. Ainda assim, o futuro segue incerto, uma vez que ele segue a pé em 2020.

Em entrevista ao site italiano ‘GPOne’, Zarco aproveitou para ‘vendeu seu peixe’ e declarou que seria o candidato ideal se a Honda tiver uma vaga.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

No momento, a Honda tem Marc Márquez e Jorge Lorenzo contratados para 2020, mas a performance abaixo da expectativa segue fazendo do futuro do #99 alvo de especulações. 

Johann Zarco e Valentino Rossi (Foto: LCR)


Paddockast #41

MAIORES VITÓRIAS DE HAMILTON NA F1


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM






“A verdade é que eu não faço segredo do meu futuro, já que eu não sei o que eu vou fazer”, disse Zarco. “Se abrir uma porta na Honda, eu seria a pessoa certa, já que sou o único piloto que está livre”, ponderou. 

“Como você bem sabe, é uma situação delicada, mas estou vivendo ao máximo. Não estou com medo de esperar até o próximo ano”, avisou.

Questionado se já se imaginou com o uniforme do time oficial, Zarco respondeu: “É um sonho e eu não nego que pense nisso, também porque eu testei a Honda e consegui ser competitivo”.

“No entanto, ainda tenho muita margem para crescer e eu gostaria de aproveitar essa oportunidade para voltar a ser um piloto de ponta”, comentou.

Perguntando sobre o que pode dar à Honda, Johann respondeu: “A possibilidade de ver um segundo piloto no pódio e não só Márquez. Como todos sabemos, Marc é um piloto forte, mas ao tirar vantagem das qualidades da moto ao máximo, podemos mirar o pódio”.

Johann foi, então, confrontando com a visão de Cal Crutchlow de que não seria uma boa ideia substituir Lorenzo com o francês.

“Ele gosta de brincar com a mídia”, falou. “Cal está com a Honda faz tempo e gostaria de estar no time oficial. Mas ele já mandou alguns sinais preocupantes em relação ao fato de estar querendo parar, já que tem uma filha e está na MotoGP há muitos anos”, lembrou. 

“Por outro lado, estou numa situação diferente. Eu não tenho nem filho e nem moto. Então tenho a determinação de correr por mais de um ano, e teria mais futuro comigo do que com Cal”, resumiu. “Obviamente, tenho respeito por ele, mas, para estar com a Honda, estou disposto a ficar parado por um ano”, encerrou.


O GP da Comunidade Valenciana de MotoGP está marcado para o domingo, às 10h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.


CHESTE WEATHER


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.







 

Leia também