Sem Mané, Senegal vê novo herói brilhar, bate Equador e vai às oitavas

DOHA,  QATAR - 29.11.2022 - Copa do Mundo FIFA Qatar 2022 - Equador vs Senegal - Jogadores do Senegal comemoram o gol de Kalidou Koulibaly, durante a partida entre Equador e Senegal, pela 3ª rodada do Grupo A da Copa do Mundo FIFA Qatar 2022, no Estádio Internacional Khalifa nesta terça-feira 29. (Foto: Bagu Blanco/Pressinphoto/DiaEsportivo/Folhapress)
DOHA, QATAR - 29.11.2022 - Copa do Mundo FIFA Qatar 2022 - Equador vs Senegal - Jogadores do Senegal comemoram o gol de Kalidou Koulibaly, durante a partida entre Equador e Senegal, pela 3ª rodada do Grupo A da Copa do Mundo FIFA Qatar 2022, no Estádio Internacional Khalifa nesta terça-feira 29. (Foto: Bagu Blanco/Pressinphoto/DiaEsportivo/Folhapress)

MACEIÓ, AL (FOLHAPRESS) - Com o corte de Sadio Mané, Ismaila Sarr assumiu o protagonismo na seleção de Senegal. Foi ele quem cobrou o pênalti que abriu o placar do jogo e que não deixou os companheiros desanimarem quando veio o empate.

Deu certo. O país africano voltou a liderar o placar poucos instantes depois e venceu a partida por 2 a 1, o resultado que precisava para ir às oitavas desta Copa do Mundo.

O gol de Sarr veio no fim do primeiro tempo, numa cobrança cheia de categoria, daquelas que deslocam o goleiro somente com a técnica e a passada. O Equador empatou com Caicedo de cabeça, aos 22 do segundo tempo. Koulibaly, dois minutos depois, em uma sobra de bola após jogada na grande área, trouxe o êxtase a Senegal.

Esperança de Equador, Enner Valencia passou em branco na partida. Constantemente marcado, era ele a esperança de gols equatoriana. Ele se despede da Copa do Mundo com três gols em três jogos.

A seleção do país africano se classifica apesar da pouca expectativa, já que a confirmação do corte de Sadio Mané, o herói na Copa Africana de Nações e da classificação ao mundial, foi um baque. Senegal somou seis pontos, com duas vitórias, somente um atrás da Holanda, que liderou. O Equador ficou pelo caminho, com quatro, e o Qatar saiu zerado.

A conquista é importante para o técnico de Senegal, Aliou Cissé. Essa é a segunda vez em que o time se classifica para as oitavas de final —na primeira, em 2002, ele estava em campo e foi eliminado nas quartas de final.

Cissé também foi vice-campeão da Copa Africana de Nações, tendo perdido o pênalti que definiu o título após o empate no tempo regulamentar com Camarões. A história traçou o mesmo caminho enquanto técnico, mas com a vitória.

Há dois anos, Senegal também perdia um ídolo do esporte. Papa Diop faleceu aos 42 anos em decorrência de uma doença degenerativa. Ele foi homenageado pelos jogadores durante a partida, que estenderam faixas —uma delas dizia que 'Um verdadeiro Leão nunca morre', em alusão ao apelido da seleção: Leões de Teranga. Diop fez o gol da vitória de Senegal sobre a França na abertura da Copa de 2002.

No chaveamento, Senegal pegará o 2º colocado do Grupo B, ocupado pelo Irã no momento. A equipe enfrenta os Estados Unidos ainda nesta terça-feira (29), às 16h, valendo o acesso para a próxima fase.

*

EQUADOR

Galíndez; Preciado (Jackson Porozo), Torres, Hincapié e Estupiñán; Gruezo, Alan Franco e Caicedo; Plata, Enner Valencia e Estrada (Djorkaeff Reasco).

SENEGAL

Mendy; Sabaly, Koulibaly, Diallo e Jakobs; Pape Gueye, Idrissa Gueye e Ciss (Nampalys Mendy); Sarr, Ndiaye (Cheikh Bamba Dieng) e Dia.

Estádio: Internacional Khalifa, em Doha (Qatar)

Quando: Às 12h (de Brasília) desta terça-feira (29)

Árbitro: Clement Turpin (França)

VAR: Jérôme Brisard (França)

Gols: Ismaila Sarr, aos 43' do 1ºT, e Kalidou Koulibaly, aos 24' do 2ºT (Senegal). Moisés Caicedo, aos 22' do 2ºT (Equador)

Cartões amarelos: Idrissa Gueye (Senegal)