Sem juízes brasileiros, Copa das Confederações terá Meira Ricci responsável por vídeo

Pela primeira vez desde 1992, torneio que antecede a Copa do Mundo não terá um apitador brasileiro. O único escalado ficará por conta dos vídeos

A Fifa nomeou, nesta quinta-feira (27), os 37 árbitros que estarão na Copa das Confederações da Rússia de 2017. É a primeira vez desde 1992 que nenhum brasileiro aparece na lista divulgada pela entidade. Sandro Meira Ricci, contudo, será responsável pelos vídeos na competição.

Os sul-americanos que aparecem no quadro da Fifa são o argentino Néstor Pitana, que contará com os auxiliares Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti, e o colombiano Wilmar Roldán, que conta com Alexander Guzmán e Cristian de la Cruz.

Em compensação, o único brasileiro da lista será árbitro de vídeo, uma novidade no torneio internacional. A primeira vez que uma competição com a chancela da Fifa adotou o recurso foi o Mundial de Clubes 2016.

O mecanismo consiste em um juiz acompanhando as câmeras do confronto e auxiliando o trio de arbitragem em lances cruciais. Meira Ricci participou da Copa do Mundo 2014 e dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016.