Sem jogos até setembro, França pressiona futebol europeu

BRUNO RODRIGUES
Folhapress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O futebol francês recebeu nesta terça-feira (28) um sinal vermelho com relação à possibilidade de encerrar, no campo, as temporadas das duas principais divisões do país, suspensas desde março pela pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista coletiva, o primeiro-ministro da França, Edouard Philippe, afirmou que eventos esportivos, mesmo que com portões fechados, não poderão acontecer até o mês de setembro.

"A temporada 2019/2020 de esportes profissionais, especialmente a do futebol, não poderá ser retomada. [Também] Não será possível praticar esportes em locais fechados e que sejam em equipe ou tenham contato físico", afirmou Philippe nesta terça.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Dessa forma, a atual temporada do futebol nacional não poderia ser finalizada. A LFP (Liga de Futebol Profissional) esperava retomar o calendário em 17 de junho e encerrar a competição no dia 25 de julho.

O Paris Saint-Germain, campeão de 6 das últimas 7 edições da Ligue 1, lidera o campeonato com 68 pontos, 8 a mais do que o segundo colocado, o Olympique de Marseille. A equipe parisiense ainda tem um jogo a menos.

A proibição de jogos de futebol até setembro não implica somente o término da temporada 2019/2020, mas força a federação do país a pensar em uma readequação da próxima temporada, que estava prevista para começar em 23 de agosto deste ano.

Com o adiamento da Eurocopa para 2021, as federações nacionais europeias não terão muita folga para iniciarem seus campeonatos. No caso francês, se de fato os eventos esportivos continuarem proibidos até setembro, o calendário precisaria ser achatado a fim de encaixar as rodadas das ligas, as duas copas do país e a disputa de torneios internacionais, como a Champions League e a Europa League.

A Uefa, que comanda o futebol europeu, recomendou há algumas semanas que as federações encerrassem suas ligas no campo. A intenção da entidade é que tanto a Champions como a Europa League também sejam retomadas.

No caso francês, por exemplo, o Paris Saint-Germain se classificou para as quartas de final da Champions. O Lyon, que venceu a Juventus no jogo de ida das oitavas, não conseguiu disputar a partida de volta devido à paralisação do torneio em razão da pandemia. Diante da proibição por parte do governo, como prosseguir?

A França não foi o único país que determinou o veto a competições esportivas.

Depois que o governo da Holanda anunciou na última terça-feira (21) a proibição de eventos até setembro, a federação de futebol holandesa informou, na sexta (24), o encerramento dos torneios nacionais.

Leia também