Sem gol, substituído e de cabeça quente: rotina nova para Cristiano Ronaldo?

Cena rara no futebol: o time de Cristiano Ronaldo está empatando, encontra dificuldades para fazer o gol da vitória e o craque português, um dos maiores goleadores da história, é substituído.

Foi o que aconteceu durante a semana, na vitória por 2 a 1 sobre o Lokomotiv de Moscou pela Liga dos Campeões, e foi o roteiro neste domingo (10), na vitória por 1 a 0 sobre o Milan, em jogo transmitido com exclusividade pelo DAZN, que recolocou a Juventus na liderança do Campeonato Italiano.

Na última quarta-feira (06), CR7 deixou o gramado visivelmente irritado. Dybala entrou em seu lugar e promoveu a mudança tática que ajudou Douglas Costa a fazer, no último minuto, o gol da vitória por 2 a 1. Técnico da Juve, Maurizio Sarri justificou a tirada de Cristiano citando problemas físicos do português.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Quatro dias depois, contudo, a cena se repetiu de forma ainda mais tensa. A Juventus empatava sem gols contra o Milan, pela 12ª rodada da Série A. Mas o agravante foi a exibição em si: Cristiano ficou em campo até o início do segundo tempo e teve sua pior atuação nesta temporada: apenas uma finalização, que também foi a gol, e uma chance criada.

Cristiano foi substituído por Paulo Dybala e sequer ficou no banco de reservas. Desceu direto para os vestiários. E sequer ficou no Allianz Stadium: os relatos dão conta de que CR7 foi embora do estádio antes mesmo da partida acabar.

Cristiano Ronaldo Juventus 2019-20
Cristiano Ronaldo Juventus 2019-20
(Foto: Getty Images)

Talvez Cristiano nem tenha visto que foi justamente Dybala quem anotou, no minuto 77’, o gol da vitória, finalizando após tabelinha com Gonzalo Higuaín – outro que vive grande fase. O goleiro Wojciech Szczesny também apareceu bem, fazendo grandes defesas. Com o resultado, a Juventus segue na liderança: 32 pontos, um a mais em relação à Internazionale de Milão.

Com seis gols em 14 jogos, Cristiano Ronaldo faz um de seus piores inícios de temporada sob o ponto de vista goleador. E pelo segundo jogo consecutivo foi substituído, saiu de cabeça baixa antes de sua equipe arrancar a vitória.

Dificilmente esta será a rotina de CR7 na Juventus, mas é inegável a queda de desempenho.

Leia também