Sem Gil pela primeira vez, Mancini montará dupla de zaga inédita no Corinthians

Alexandre Guariglia
·3 minuto de leitura


O Corinthians mal digeriu a goleada para o Palmeiras e já terá uma oportunidade para mostrar que a derrota para o rival não afetará a sequência do clube no Brasileirão-2020. No entanto, diante do Sport, nesta quinta-feira, às 21h, na Neo Química Arena, Gil ficará fora pela primeira vez após 30 jogos e forçará Vagner Mancini a montar sua quarta dupla de zaga desde que chegou. A provável formação defensiva deve ser com Bruno Méndez e Jemerson.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

GALERIA
> Cristian de volta ao futebol paulista! Veja onde estão outros andarilhos

Suspenso pelo terceiro amarelo ao ser advertido contra o Palmeiras, o zagueiro não estará em campo nesta 31ª rodada e essa ausência é algo incomum para o Timão nesta edição do campeonato, uma vez que ele só deixou de jogar uma rodada da competição: a segunda, quando testou positivo para a Covid-19 e não pôde enfrentar o Atlético-MG, na derrota por 3 a 2, no Mineirão.

De lá para cá, Gil esteve em todos os 30 jogos do Corinthians, tanto do Brasileirão quanto da Copa do Brasil, ou seja, ele foi titular em todas as partidas sob o comando de Vagner Mancini, que pela primeira vez montará uma escalação sem seu principal zagueiro, justamente em um momento que a defesa passou por um momento de oscilação no clássico da última segunda.

O substituto para Gil não foi divulgado ainda, mas o favorito a ficar com a vaga é Bruno Méndez, que vinha sendo titular antes de Jemerson estrear, sendo assim, Marllon deve ficar no banco de reservas. Jemerson, por sua vez, é quem está garantido no setor. Em entrevista coletiva na última quarta-feira, ele admitiu que Gil fará falta, mas despistou sobre quem será seu companheiro.

- Acho que vai fazer falta, mas, como o Mancini vem falando em outras entrevistas, é oportunidade para outros que estão entrando, para o Bruno, para o Marllon, ele não decidiu ainda quem vai entrar ali. A gente confia e, com certeza, quem está entrando, está preparado, já entraram outros jogos difíceis e corresponderam. Agora, é ter tranquilidade, saber que não podemos contar com o Gil e saber que outros vão ter oportunidade de mostrar o seu futebol.

Com Bruno Méndez ou Marllon, o certo é que será uma zaga inédita que enfrentará o Sport. Até aqui, Jemerson só formou dupla com Gil, e isso aconteceu em três partidas (Botafogo, Fluminense e Palmeiras). Será a quarta dupla de zaga diferente que Mancini vai escalar em 16 partidas à frente do Timão. As outras duas foram "Bruno Méndez e Gil", e "Marllon e Gil".

Se Mancini optar mesmo por Bruno Méndez, Jemerson deve ser deslocado para o lado esquerdo da zaga, mas para ele não haverá problema, já que sempre foi lado pelo qual atuou em sua carreira. Apesar de elogiar o zagueiro uruguaio, ele não deu dicas de quem será escolhido para ser seu companheiro no setor.

- Ele não definiu se vai ser o Bruno, o Marllon ou o Léo. Bruno é um jogador de qualidade, rápido, agressivo. Eu não tenho lado preferido. Na maioria da minha carreira, sempre joguei pelo lado esquerdo. Se for para jogar do lado esquerdo, estou habituado - afirmou Jemerson em entrevista coletiva virtual.

Dessa forma, o Corinthians recebe o Sport, na Neo Química Arena, nesta quinta-feira, às 21h, para não sair dos trilhos em consequência da goleada sofrida no Dérbi. Uma vitória mantém vivo o sonho de vaga na Copa Libertadores e mostra recuperação do grupo após o baque.