Sem data para obras, Rio quer novo autódromo ao lado do Parque Radical

SÉRGIO RANGEL

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O Rio deverá ganhar um novo autódromo. Em solenidade nesta quarta (8) no Palácio da Cidade, o prefeito Marcelo Crivella (PRB) assinou o PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse) para viabilizar a construção do circuito. O autódromo ficará ao lado do Parque Radical, em Deodoro.

O documento é o primeiro passo para a formalização de uma Parceria Público-Privada com o objetivo de erguer o novo espaço.

O engenheiro alemão Hermann Tilke, projetista responsável pelo design de alguns dos mais famosos circuitos da F-1, é um dos interessados.

Crivella adiantou que o autódromo será bancado apenas com dinheiro da iniciativa privada. A data para o início das obras ainda não está definida.

"Já fizemos reuniões com os interessados. Além do autódromo, haverá escolas, creches, edifícios, comércio e hotéis", afirmou Crivella.

O Rio está sem autódromo desde 2012, quando o antigo circuito foi destruído para dar espaço para o Parque Olímpico.

A prefeitura chegou a se comprometer em construir um novo autódromo na cidade, mas foi suspensa por causa de uma disputa judicial. A área faz parte de uma região de proteção ambiental.

"O novo autódromo precisa ser um gerador de receita. Certamente teremos grandes eventos nacionais e internacionais", disse o presidente da federação estadual de automobilismo, Djalma Neves.